1 evento ao vivo

Grêmio não toma conhecimento e atropela Atlético no Independência

O Estádio Independência é conhecido como um terror para qualquer adversário do Atlético Mineiro. Nesta quinta-feira, no entanto, o Grêmio não sentiu a famosa pressão do Horto e despachou o Galo por 3 a 0, mantendo a invencibilidade neste início de Campeonato Brasileiro. Foi a segunda vitória tricolor, que contou com um show de Luan, autor […]

26 mai 2016
23h24
  • separator
  • comentários

O Estádio Independência é conhecido como um terror para qualquer adversário do Atlético Mineiro. Nesta quinta-feira, no entanto, o Grêmio não sentiu a famosa pressão do Horto e despachou o Galo por 3 a 0, mantendo a invencibilidade neste início de Campeonato Brasileiro.

Foi a segunda vitória tricolor, que contou com um show de Luan, autor de dois gols. O outro tento veio dos pés do lateral Marcelo Oliveira, e todo o placar foi construído ainda na primeira etapa.

A grande atuação do Grêmio veio em meio a diversos problemas que o técnico Roger Machado teve com os seus jogadores durante a etapa inicial. Em apenas 36 minutos de jogo, o técnico já havia queimado todas as suas substituições devido a dores musculares de Fred, Henrique Almeida e Marcelo Oliveira.

Do lado do Galo, o técnico Marcelo Oliveira segue sem vencer no comando da equipe – havia empatado na estreia diante do Atlético-PR. A equipe mineira mostrou sentir muito a ausência de alguns titulares, especialmente de Lucas Pratto no ataque. Na defesa, Edcarlos e Tiago deixaram a desejar e  não se encontraram em campo.

Com quatro pontos no campeonato, o Atlético tenta se reencontrar com os resultados positivos neste domingo, contra o Vitória, no Barradão, às 16h (de Brasília). No mesmo dia, às 18h30, o Grêmio receberá o Coritiba em sua Arena.

O jogo – As duas equipes foram a campo apostando na velocidade. No Atlético, Marcelo Oliveira optou por um ataque com Carlos, Hyuri e Clayton. No Grêmio, Roger Machado foi a campo com Henrique Almeida e Luan.

Os primeiros momentos de partida foram marcados por essa movimentação de ambos os times, com o Tricolor Gaúcho amplamente superior. Inspirado, Luan criou a primeira jogada de perigo aos oito minutos, após receber de Giuliano e bater de primeira na trave.

Apesar de melhor em campo, o Grêmio teve de arcar com os problemas físicos de seus jogadores. Logo aos nove minutos de jogo, o zagueiro Fred sentiu dores e teve de ser substituído por Bressan.

O Galo cresceu em campo após a troca forçada do Tricolor e, aos 12 minutos, perdeu uma grande chance de abrir o placar. Marcos Rocha lançou na área e o zagueiro Edcarlos, livre e de frente para o gol, pegou mal de cabeça e mandou para fora.

O gol perdido fez falta, e o Galo cavou punido cinco minutos depois. Após boa troca de passes, Henrique Almeida recebeu de costas para a zaga atleticana, fez a parede e ajeitou para Marcelo Oliveira, que chegou de trás e bateu com precisão no canto esquerdo de Victor, abrindo o placar.

Logo após o gol, porém, Roger Machado teve mais uma baixa. Desta vez, Henrique Almeida, que deu a assistência, caiu no gramado e saiu de campo de maca, sendo substituído por Everton.

A nova baixa, porém, não atrapalhou os gaúchos. Contando com uma defesa atleticana muito mal postada em campo, o Tricolor chegou ao segundo gol aos 25 minutos, quando Luan recebeu de Maicon, entrou na área e bateu colocado, no canto esquerdo de Victor. O lance gerou muita polêmica, já que jogadores e torcida do Galo reclamaram de uma falta de Maicon em Junior Urso na origem do lance.

Os problemas físicos dos jogadores gremistas fizeram a terceira vítima aos 34 minutos. Autor do primeiro gol, Marcelo Oliveira sentiu dores na coxa direita e foi trocado por Marcelo Hermes. Com isso, Roger queimou todas as suas substituições ainda na primeira etapa.

Nem isso, porém, foi capaz de parar o veloz ataque tricolor, que fazia grande partida. Aos 42 minutos, Everton recebeu de Maicon dentro da área e, de frente para Victor, tocou para o fundo das redes. A arbitragem, porém, invalidou o lance interpretando impedimento do atacante.

Mesmo assim, o Tricolor Gaúcho ainda iria para o intervalo com uma vantagem mais ampla. Aos 47 minutos, Giuliano recuperou a bola na defesa e puxou contra-ataque com belo passe para Luan. O atacante entrou na área e, de perna esquerda, bateu para vencer Victor mais uma vez e fazer 3 a 0.

Para o segundo tempo, o técnico Marcelo Oliveira tentou promover mudanças na equipe, tirando Carlos Cesar e Junior Urso e colocando Patric e Capixaba. No entanto, nada adiantou. O Grêmio continuou superior e, logo aos cinco minutos, chegou perto do quarto gol em um chute potente de Walace de fora da área que Victor se esticou para defender.

Os minutos seguintes foram de poucas emoções. O grêmio tocava a bola impulsionado por gritos de “olé” de sua torcida no Independência. O Galo sentia muito os desfalques, era incapaz de criar boas jogadas de ataque e sofria com a péssima partida dos seus zagueiros Tiago e Edcarlos, que continuavam batendo cabeça.

O atacante Pablo Diego foi a última aposta de Marcelo Oliveira para amenizar o prejuízo no lugar de Hyuri. Aos 32 minutos, a equipe da casa quase conseguiu seu gol de honra, mas o chute de Clayton saiu prensado e à esquerda do gol de Marcelo Grohe.

Em contra-ataque aos 42 minutos, o Grêmio ainda criou uma última chance para transformar o placar em goleada. No entanto, Everton chutou para fora após jogada com Luan.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 0 X 3 GRÊMIO

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

Data: 26 de maio, quarta-feira

Horário: 21h (de Brasília)

Árbitro: Raphael Claus (SP)

Assistentes: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)

Cartões Amarelos: Pablo Diogo (Atlético); Marcelo Oliveira, Luan, Douglas, Maicon e Marcelo Hermes (Grêmio)

GOLS: Marcelo Oliveira, aos 17, e Luan, aos 25 e aos 47 minutos do primeiro tempo;

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Edcarlos, Tiago e Carlos César (Patric); Rafael Carioca, Leandro Donizete e Junior Urso (Capixaba); Carlos, Clayton e Hyuri

Técnico: Marcelo Oliveira

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Fred (Bressan) e Marcelo Oliveira (Marcelo Hermes); Walace, Maicon, Douglas e Giuliano; Henrique Almeida (Everton) e Luan

Técnico: Roger Machado

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade