0

Grêmio passeia contra Botafogo e agora "seca" Goiás

5 dez 2010
18h55
atualizado às 20h33
  • separator

A decisão do quarto lugar do Campeonato Brasileiro coroou a reação espetacular do Grêmio no segundo turno da competição, sob o comando de Renato Gaúcho. Neste domingo, no Olímpico, o time tricolor passou sem grandes dificuldades pelo Botafogo, por 3 a 0, com gols de André Lima, Jonas e Douglas; agora, a equipe fica na torcida contra o Goiás na final da Copa Sul-Americana, na próxima quarta-feira, para ter chances de jogar a Copa Libertadores no ano que vem.

O resultado manteve o Grêmio em quarto lugar, com 63 pontos, mas a colocação só renderá uma vaga na principal competição do continente se o Independiente (ARG) reverter a vantagem de 2 a 0 conquistada pelo Goiás na decisão da Sul-Americana. Caso contrário, a quinta vaga brasileira irá para a equipe do Centro-Oeste. Já o Botafogo, com a derrota, encerrou sua participação em sexto, com 59 pontos.

O técnico Joel Santana armou o Botafogo de maneira muito cautelosa, com o volante Somália escalado como o homem mais adiantado do meio de campo. O Grêmio dominou as ações desde o apito inicial e quase abriu o placar aos 2min: após cruzamento na área, Jonas desviou errado de cabeça na pequena área e jogou em cima do goleiro Jefferson, perdendo chance incrível.

Apostando em bolas longas para o ataque, o time carioca chegou aos 12min na bola parada. Marcelo Cordeiro levantou para a área e, após desvio de cabeça para trás, Victor defendeu com dificuldade. Pouco depois, Joel se irritou com uma marcação da arbitragem e acabou expulso de campo por Sandro Meira Ricci.

O time gaúcho continuou melhor em campo, com muita movimentação de Lúcio, Douglas e Jonas na frente. A pressão não demorou para se converter em gol. Aos 20min, após boa troca de passes, Jonas recebeu na entrada da área e arriscou; Jefferson soltou para frente e André Lima aproveitou o rebote para balançar as redes.

Precisando da virada para sonhar com a vaga na Libertadores, o Botafogo se abriu um pouco e assustou aos 32min. Loco Abreu acertou chute de primeira e Victor fez grande defesa; na sobra, Caio emendou por cima do travessão.

O Grêmio, porém, continuou comandando a posse de bola e ampliou aos 38min. Jonas dominou na frente da área, tabelou com André Lima e soltou um chute forte de pé direito; a bola tocou na trave e entrou, sem chances para Jefferson.

Na volta do intervalo, o Botafogo tentou ganhar força ofensiva com a entrada de Edno no lugar do volante Lucas Zen. Porém, foi o time tricolor quem marcou o terceiro. André Lima escapou livre pelo meio, invadiu a área e rolou de lado para Douglas, que só teve o trabalho de completar para o gol vazio.

A equipe carioca partiu para o desespero e colocou em campo até Herrera, que não disputava uma partida oficial havia dois meses, no lugar do zagueiro Danny Morais. O Botafogo colocou uma bola na trave, mas não foi suficiente para ameaçar a superioridade gremista no Olímpico.

FICHA TÉCNICA

Grêmio 3 x 0 Botafogo

Gols
Grêmio: André Lima, aos 20min, e Jonas, aos 38min do 1º tempo; Douglas, aos 8min do 2º tempo

Esquema Tático do Grêmio
4-4-2
Victor; Gabriel, Paulão, Rafael Marques e Fábio Santos; Fábio Rochemback (Neuton), Adilson, Douglas e Lúcio (Gilson); Jonas e André Lima (Diego). Técnico: Renato Gaúcho

Esquema Tático do Botafogo
3-5-2
Jefferson; Antônio Carlos, Leandro Guerreiro e Danny Morais (Herrera); Alessandro, Fahel, Lucas Zen (Edno), Somália e Marcelo Cordeiro; Caio (Túlio Souza) e Loco Abreu. Técnico: Joel Santana

Cartões amarelos
Grêmio: Fábio Rochemback, Douglas, Jonas e Adilson
Botafogo: Lucas Zen

Árbitro
Sandro Meira Ricci (DF)

Local
Estádio Olímpico, Porto Alegre (RS)




Veja também:

Pelé é superestimado? Editor do L! avalia polêmica criada por site inglês
Fonte: Redação Terra
publicidade