publicidade
23 de novembro de 2012 • 20h10 • atualizado em 23 de Novembro de 2012 às 22h18

"Impaciente", Muricy cobra reforços e confia na chegada de Montillo

Montillo é o grande desejo de Muricy Ramalho para a temporada 2013
Foto: Paulo Sérgio / Agência Lance
 

Após uma campanha decepcionante no Campeonato Brasileiro, quando esteve longe da briga pelo título e da conquista de uma vaga à próxima Copa Libertadores da América, o Santos busca reforçar o elenco para a próxima temporada. O técnico Muricy Ramalho admitiu a preocupação com o fato de o clube estar com dificuldades para contratar grandes nomes.

"São coisas difíceis, porque são jogadores importantes. É difícil, mas deixa a gente um pouco impaciente, porque está demorando e a temporada está acabando. Não indico ninguém impossível, mas sei que alguns atletas estão valorizados e outros clubes também estão interessados. Por isso, temos que ‘apertar’ um pouco a diretoria para as coisas saírem", afirmou.

Um dos grandes nomes pretendidos pelos santistas é o meio-campista Montillo, do Cruzeiro. As negociações, porém, não devem ser fáceis. O clube mineiro deseja receber em torno de 10 milhões de euros (cerca de R$ 27 milhões) pelo argentino. No entanto, os mineiros aceitam conversar e esse é um fator que anima a cúpula alvinegra.

O Santos cogita, até mesmo, recorrer ao Banco BMG, principal patrocinador de camisa e também anunciante master do Cruzeiro para tentar fechar a operação. O banco detém 20% dos direitos econômicos de Montillo, que tem 60% ligado ao Cruzeiro e o restante a um grupo de investidores.

Indagado sobre Montillo, Muricy não esclareceu em que ponto as tratativas se encontram, mas deixou claro que existe realmente a possibilidade de o argentino se transferir para a Vila Belmiro. "Não é impossível. É um grande jogador, que está no Brasil e tem contrato com o Cruzeiro, mas não é um nome impossível, pelo que a gente vê no mercado", salientou.

Vale lembrar que esta não é a primeira vez que Montillo tem o nome ligado a uma possível saída de Minas Gerais. No início deste ano, Corinthians e São Paulo se mostraram interessados na contratação do argentino, só que esbarraram na vontade do presidente celeste, Gilvan Tavares, em manter o meia no elenco.

 

Baixe gratuitamente o aplicativo Sigo meu Time e acompanhe seu time do coração

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva