0

Leão não aceita derrota: "homenageamos o Botafogo"

20 mai 2012
21h47
atualizado às 21h52
André Naddeo
Direto do Rio de Janeiro

O técnico Emerson Leão estava desiludido com sua equipe na coletiva de imprensa após a vitória do Botafogo sobre o São Paulo, por 4 a 2, na tarde deste domingo, no Engenhão, na estreia de ambos os times no Campeonato Brasileiro. Para o comandante tricolor, "é difícil digerir um resultado assim, quando você tem absoluta certeza que o seu adversário é inferior a você".

» Veja o guia e saiba tudo sobre os times do Brasileiro 2012
» Veja opções de jogadores para o seu time repatriar no Brasileiro

"Eles acharam três pontos. No dia que homenagearam o Nilton Santos (que completou 87 anos nesta semana e foi lembrado com uma faixa em campo), nós homenageamos o Botafogo", completou Leão, esbravejando contra o que considerou uma sucessão de erros de uma equipe que teve nítido domínio da partida.

"Demos a oportunidade de eles se recuperarem. Acharam um gol de cabeça no meio da nossa zaga, nada a declarar. Depois um pênalti discutível. O terceiro, uma falta de longe que desvia na barreira, um claro acidente", disse, com ar irônico, antes de completar. "O quarto gol pedimos para tomar. Jogar futebol tem que ser simples. Querer sair driblando não dá", afirmou sobre o lance em que Maicon, que havia acabado de entrar no jogo, foi desarmado por Fellype Gabriel na bola que sobrou para Herrera marcar seu terceiro gol no confronto.

A reportagem do Terra repercutiu com exclusividade as declarações de Leão sobre a suposta superioridade tricolor na partida com o técnico botafoguense Oswaldo de Oliveira, que ao seu melhor estilo, fugiu de qualquer polêmica, ainda mais após ter sido expulso de campo e pedir desculpas no vestiário de jogo pelo seu comportamento.

"Isso é uma coisa muito particular. Já falei em outras oportunidades, que o treinador vê o jogo do banco dele, é normal você minimizar o adversário. É preciso ter muito bom senso ao se trabalha com o coração acima de tudo. Eu acho que o Botafogo agrediu muito mais, e chegou muito mais", opinou o comandante do Botafogo.

"O São Paulo usou os valores que tem, foi pontual, fez dois gols, poderia ter feito até quatro para empatar. Neste caso, eu acho que os números favorecem mais o Botafogo, mas respeito muito o Leão e não acho que ele está errado por causa disso, porque eu vejo o jogo daqui e ele vê o jogo de lá", completou.

Copa do Brasil

"O futebol é desagradável por isso e bom por isso também. Na quarta já temos a oportunidade de recuperação", afirmou Leão sobre o confronto contra o Goiás, na partida de volta das quartas de final da Copa do Brasil, em Goiânia. No Morumbi, na quarta-feira passada, o Tricolor venceu por 2 a 0, considerável vantagem para chegar às semifinais, já que pode ser derrotado até por um gol de diferença.

"Vamos jogar para vencer. Acho que temos bola para vencer lá", reforçou o treinador, que mesmo podendo poupar alguns titulares para a partida diante do Botafogo, preferiu ir a campo com força máxima. Pelo Campeonato Brasileiro, o São Paulo faz sua segunda partida no Morumbi, no próximo domingo, diante do Bahia.

Herrera comandou a virada do Botafogo ao marcar três gols no segundo tempo
Herrera comandou a virada do Botafogo ao marcar três gols no segundo tempo
Foto: Sátiro Sodré/Agif / Gazeta Press
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade