1 evento ao vivo

Lula me chama de "Fofão", mas é mais cheinho que eu, diz Ronaldo

15 mai 2009
13h29

Depois das declarações durante a Copa do Mundo de 2006, quando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que Ronaldo estava acima do peso e o craque rebateu insinuando que Lula bebia mais do que devia, a relação entre os dois parece mesmo ter melhorado. O presidente e o atleta se encontraram na última terça-feira e trocaram elogias. Nesta sexta, durante a sabatina da Folha de S. Paulo, o camisa 9 voltou a falar sobre Lula.

» Ronaldo pede nova invasão corintiana no Rio
» Ricardo Teixeira tem duplo caráter, diz Ronaldo
» Em boa fase, Cristian ironiza e agradece Caio Júnior
» Comente as declarações de Ronaldo

"Ele é bem mais cheinho do que eu. E ele me chama de fofão, veja bem. Mas ele é ótimo", brincou o atacante, que recebeu o "carinhoso" apelido dado pelo presidente por conta das polêmicas sobre seu peso.

Mais uma vez Ronaldo brincou com Lula e reclamou que o presidente queria falar só sobre futebol. "Chego em casa e a última coisa que assisto é futebol. Vejo só os melhores momentos às vezes", disse. "O encontro com o Lula foi maravilhoso, mas ele só queria falar sobre futebol. As pessoas acham que nós jogadores só sabemos falar sobre futebol, mas não é assim", completou.

Ronaldo perguntou ao presidente sobre a crise econômica mundial e recebeu uma resposta convincente de Lula. "Ele disse que o Brasil foi o último a entrar e o primeiro a sair. Como brasileiro, quero ver esse País crescer. Já melhorou muito, mas a gente fica com o pé atrás".

Quando questionado se votaria no candidato de Lula para a presidência da República Ronaldo recorreu à Constituição para se esquivar da incômoda pergunta. "O voto é secreto. Imagina eu, um atleta com poder de influenciar tanta gente, anunciar em quem voto", disse Ronaldo.

Atacante Ronaldo dá camisa do Corinthians ao presidente Lula
Atacante Ronaldo dá camisa do Corinthians ao presidente Lula
Foto: Raphael Falavigna / Terra
Fonte: Terra
publicidade