PUBLICIDADE
Logo do

Palmeiras

Favoritar Time

Muricy: "eram sempre os mesmos que queriam me tirar do São Paulo"

24 jul 2009 - 16h27
(atualizado às 17h36)
Publicidade

O técnico Muricy Ramalho disse na sua chegada ao Palmeiras que não guarda mágoas do São Paulo por conta da sua demissão. Porém, o treinador deu umas alfinetadas em alguns dirigentes do time tricolor que eram contrários à sua permanência.

» Veja fotos da apresentação de Muricy
» Muricy elege Marcos e Diego Souza como craques
» "Me preparei para isso, vou durar muito aqui", diz Muricy
» Saiba detalhes do passado palmeirense de Muricy
» Comente a chegada de Muricy no Palmeiras

"Eram sempre os mesmos lá querendo me tirar (do São Paulo)", afirmou Muricy. O novo comandante alviverde disse que não se vê como um traidor por ter ido parar no clube rival, após permanecer por quase quatro anos no comando da equipe são-paulina.

"A palavra traidor não existe, porque eu fui mandando embora. Simplesmente mandado embora. Torcedor não é bobo, você não engana o torcedor. Fiquei três anos e meio pela torcida mesmo".

Muricy Ramalho disse que um dos motivos da demora para aceitar a proposta palmeirense foi o respeito que tem pelos times que tem técnicos empregados. "Não aceitei antes porque temos que mudar um pouco essa relação, de tirar um cara e anunciar outro nas costas".

O treinador disse que sempre foi ético e por esse motivo é respeitado em todos os lugares que passa. "Sou profissional do futebol. Todo lugar que eu vou, fico algum tempo e as pessoas gostam do meu trabalho, da maneira que sou como pessoa".

Fonte: Terra
Publicidade