3 eventos ao vivo

Na estreia da Primeira Liga, já pressionado, Flamengo visita o Galo

26 jan 2016
20h03
atualizado em 27/1/2016 às 08h12
  • separator
  • comentários

Na rodada de estreia da Primeira Liga, a empolgação atleticana terá como adversária a desconfiança rubro negra. E não é para menos. Pode ser apenas o começo da temporada, mas já é possível dizer que Atlético-MG e Flamengo chegam ao duelo desta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Mineirão, vivendo momentos opostos em 2016.

Não é de se surpreender que o clima esteja mais leve pelo lado do Atlético-MG. Isto porque o Galo, sob o comando de Diego Aguirre, alcançou o título da Flórida Cup, com vitórias contundentes sobre o Schalke 04-ALE e Corinthians. O Flamengo, pelo contrário, teve freada a sua animação com chegada de Muricy Ramalho, após a equipe rubro-negra ser derrotada por Ceará e Santa Cruz, em amistosos realizados neste começo de ano.

Apesar de a Primeira Liga apresentar um caráter amistoso – e não ter a sua continuidade assegurada após o veto da CBF – mineiros e cariocas prometem um jogo movimentado nesta quarta-feira. Para o lateral Patric, a partida diante do Flamengo, valendo ou não, deve ser vista como um bom teste para a temporada, tendo em vista o fato de o Flamengo estar pressionado e precisar de uma vitória no Mineirão.

“Para eles, tem uma pressão pelos resultados negativos, mas isso também aumenta nossa responsabilidade, porque conquistamos um título sobre o Corinthians, campeão brasileiro do ano passado, e o Schalke, da Alemanha. A pressão para o nosso lado também é grande, devido a rivalidade entre Atlético e Flamengo. É extremamente importante um jogo deste nível, independentemente se vai ser amistoso ou campeonato”, explicou o lateral.

Sem poder contar com os reforços Erazo, Cazares e Hyuri, que ainda não reúnem condições legais de jogo, Diego Aguirre também não terá à disposição os atacantes Luan, Thiago Ribeiro e Carlos, vetados pelo departamento médico, o que fará com que Patric será improvisado no ataque. No meio-campo, o comandante uruguaio deve utilizar uma nova formação, com Dátolo e Giovanni Augusto trabalhando juntos na armação das jogadas.

Pelo lado do Flamengo, o ano mal começou e a pressão já é sentida pela equipe. As derrotas para Ceará e Santa Cruz acenderam o sinal de alerta na Gávea. A fragilidade da defesa foi constatada, com Wallace sendo muito criticado. Além disso, a má fase de Paolo Guerrero não vem agradando à torcida rubro-negra.

Sem poder contar com os recém-chegados Alan Patrick, Mancuello e Cuéllar, todos à espera de regularização, Muricy Ramalho optou por manter a base que vem treinando entre os titulares na pré-temporada. A última dúvida era no ataque. Marcelo Cirino era o favorito para começar a partida, mas, com problemas físicos, vai dar lugar a Gabriel.

Para o meia Everton, a polêmica criada pela disputa entre CBF e Primeira Liga em nada muda a importância da partida. O jogador salientou que os rubro-negros vão entrar em campo com o objetivo de vencer a partida.

“Atlético Mineiro e Flamengo é sempre um jogo sério, à vera. Nunca é só um amistoso, independentemente da condição. A gente sabe a dificuldade desse jogo no Mineirão. Sobre esta polêmica, é assunto para os diretores. Eu não acompanho muito. Prefiro deixar para a diretoria”, declarou o meia.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG X FLAMENGO

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Data: 27 de janeiro de 2016, quarta-feira

Hora: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Heber Roberto Lopes (PR)

Assistentes: Nadine Câmara Bastos e Rosnei Hoffmann Scherer (ambos do PR)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete, Dátolo e Giovanni Augusto; Patric e Lucas Pratto

Técnico: Diego Aguirre

FLAMENGO: Paulo Victor, Rodinei, Wallace, Juan e Jorge; Marcio Araújo, Willian Arão, Everton e Gabriel; Emerson Sheik e Paolo Guerrero

Técnico: Muricy Ramalho

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade