Brasileiro Série A

publicidade
25 de agosto de 2012 • 20h27 • atualizado em 26 de Agosto de 2012 às 12h49

Neymar comanda virada, Santos faz trinca e complica Palmeiras

Atacante Neymar marcou os dois gols da virada do clube da Vila Belmiro sobre o Palmeiras no Pacaembu
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra
 
Diego Garcia
Direto de São Paulo

Comandado pelo atacante Neymar, que fez os dois gols da virada santista, o Santos venceu o Palmeiras por 2 a 1 neste sábado, no Estádio do Pacaembu, pela última rodada do primeiro turno do Brasileiro, e complicou a vida do Palmeiras, que volta à zona de rebaixamento ainda nesta rodada por causa do confronto entre Bahia e Atlético-GO. O triunfo do time da Vila Belmiro foi o terceiro consecutivo e a equipe consolida de vez a reação na competição.

Com a vitória, o clube alvinegro alcança pela primeira vez o top 10 do Brasileiro e vai para a nona colocação, com 36 pontos. Já o Palmeiras fica na 16ª colocação, com 16 pontos. Na próxima rodada, o Palmeiras visita a Portuguesa, no Canindé, na quarta-feira, às 20h30 (horário de Brasília), enquanto que o Santos recebe o Bahia no mesmo dia, às 19h30.

Para o clássico, Felipão, como já está acostumado, não pode contar com 11 jogadores, entre suspensos e lesionados. O número alto de atletas de fora obrigou o treinador a improvisar em alguns setores. Na lateral direita, João Vitor foi escalado. O ataque perdeu mobilidade com a entrada do centroavante Betinho ao lado de Barcos. O Santos, por sua vez, não tinha problemas e Muricy repetiu a escalação do duelo contra a Universidad de Chile.

O jogo

A partida deste sábado começou com bastante cuidado e poucas chances das duas equipes. Mais presente no campo de ataque, o Palmeiras teve a primeira oportunidade só aos 15min, com Correa, que arriscou de fora da área por cima do gol de Rafael. O lance acendeu a torcida palmeirense e o clube alviverde quase marcou aos 20min e aos 21min, com Betinho e Barcos, respectivamente.

O Santos respondeu aos lances do adversário aos 27min e aos 28min, com Durval e o craque Neymar, jogador mais lúcido em campo pelo lado alvinegro. Ganso, por sua vez, voltou a fazer uma partida bastante ruim. A superioridade palmeirense na primeira etapa foi traduzida em gol apenas aos 39min, com o recém-contratado Correa. O volante arriscou um chute de fora da área e acertou o canto do goleiro Rafael, explodindo a massa alviverde.

A vantagem do Palmeiras, entretanto, não durou até o fim do primeiro tempo. Aos 43min, Neymar cobrou falta com perfeição e acertou o ângulo do goleiro Bruno, que nada pode fazer. A bola fez uma bela curva antes de morrer no fundo das redes do goleiro palestrino para empatar o confronto.

Embalado pelo gol feito antes do intervalo, a equipe alvinegra voltou melhor para a etapa final. Comandado por Neymar, destaque da partida, o Santos povoava o campo de ataque, mas levava pouco perigo ao gol de Bruno. O segundo gol santista veio com o jovem jogador aos 17min. Neymar chutou fraco de fora da área e viu a bola tocar na trave direita de Bruno antes de entrar para virar o marcador. Pouco depois, Arouca quase fez o terceiro em chute de fora da área.

Precisando do resultado, Felipão tirou Mazinho para colocar Obina, transformando o time em um 4-3-3 com três centroavantes. Pouco antes da entrada de Obina, Barcos perdeu um gol cara a cara com o goleiro Rafael, chutando para fora. Já no fim do confronto, Barcos teve mais uma chance, mas parou em grande defesa de Rafael após cabeceada do atacante.

Ficha técnica

PALMEIRAS 1 X 2 SANTOS

Gols
PALMEIRAS: Correa, aos 39min do 1º tempo

SANTOS: Neymar, aos 43min do 1º tempo e aos 17min do 2º tempo

PALMEIRAS: Bruno, João Vitor (João Denoni), Maurício Ramos, Leandro Amaro e Juninho; Henrique, Correa, Valdivia e Mazinho (Obina); Betinho (Vinícius) e Hernán Barcos
Treinador: Luiz Felipe Scolari

SANTOS: Rafael, Bruno Peres, Bruno Rodrigo, Durval e Juan; Adriano (Gerson Magrão), Arouca, Pato Rodríguez (Felipe Anderson) e Paulo Henrique Ganso; Neymar e André (Bill)
Treinador: Muricy Ramalho

Cartões amarelos
PALMEIRAS: João Vitor , Valdivia e Maurício Ramos
SANTOS: Adriano

Árbitro
Guilherme Cereta de Lima

Local
Estádio do Pacaembu, em São Paulo

Terra Terra