1 evento ao vivo

O recorde mundial de invencibilidade dentro do Palestra

21 mai 2010
10h21
Diego Garcia

Pouca gente sabe, mas o Palmeiras possui a maior série invicta do Brasil atuando dentro de casa e, segundo o clube, até do mundo. Foram 68 jogos compreendendo o período de 23 de fevereiro de 1986 até 16 de setembro de 1990, com 44 vitórias e 24 empates atuando diante de sua torcida.

Curiosamente, essa época coincidiu com o maior tempo de escassez de títulos da história da Sociedade Esportiva Palmeiras. O clube não conquistava um troféu relevante desde o Paulista de 1976 e o tabu continuaria até 1993, ano da redenção com as conquistas do Paulista, do Torneio Rio-São Paulo e do Campeonato Brasileiro.

"Foi uma época que talvez a pressão fosse menor. Os jogos decisivos talvez não tenham sido ali, com os mais críticos disputados em outros estádios", afirmou o diretor do departamento de acervo histórico e memória palmeirense Luciano Pasqualini.

De fato, na relação de jogos listada abaixo, o Palmeiras só atuou contra seus maiores rivais paulistas quatro vezes - duas contra o Santos, uma contra o São Paulo e uma contra a Portuguesa. Mesmo assim, ganhou apenas da equipe do Canindé. Contra o Corinthians, nenhuma vez.

"Só começamos a ouvir isso da invencibilidade mais nos anos 90, anos 2000. Mas realmente, é um caso a se estudar e tentar entender porque a maior série invicta ocorreu justamente em um período sem títulos. Mas o que mais chama a atenção é que na época não teve tanta repercussão, isso veio mais depois, estatisticamente", disse o dirigente.

Em uma era que o Palmeiras ultrapassava mais de uma década sem troféus, dá para se entender o porquê do esquecimento de um feito tão glorioso. No Brasileiro, por exemplo, apenas um pífio 10º lugar na campanha de 86, um 8ª em 87, um desastroso 16º em 88, um 5º em 89 e um 7ª em 90. No Paulista, o máximo foi um vice-campeonato em 1986 depois de perder para a Inter de Limeira na decisão. Nos anos seguintes, ficou em 4º, 3º, 5º e novamente em 4º.

"Uma explicação pode ser que nesse meio tempo houve eliminações, derrotas, mas todas no Pacaembu, no Morumbi ou em outros estádios. Por isso não havia muito para o torcedor palmeirense comemorar naquela época", concluiu Pasqualini.

Confira abaixo a lista de todos os jogos da invencibilidade palmeirense no Estádio Palestra Itália e a ficha técnica da primeira e da última partida:

24/11/1985 - 2 x 3 E.C. XV de Jaú - Campeonato Paulista

1 - 23/02/1986 - 3 x 1 A.A. Internacional de Limeira- Campeonato Paulista
2 - 05/03/1986 - 3 x 0 - XV de Jaú - Campeonato Paulista
3 - 12/03/1986 - 3 x 0 - Comercial - Campeonato Paulista
4 - 19/03/1986 - 2 x 2 - Santo André - Campeonato Paulista
5 - 09/04/1986 - 3 x 1 - Novorizontino - Campeonato Paulista
6 - 20/04/1986 - 1 x 0 - São Bento - Campeonato Paulista
7 - 30/04/1986 - 2 x 0 - Ponte Preta - Campeonato Paulista
8 - 25/05/1986 - 1 x 0 - Mogi Mirim - Campeonato Paulista
9 - 28/05/1986 - 1 x 1 - Paulista - Campeonato Paulista
10 - 19/06/1986 - 0 x 0 - XV de Piracicaba - Campeonato Paulista
11 - 02/07/1986 - 0 x 0 - Guarani - Campeonato Paulista
12 - 09/07/1986 - 2 x 0 - Botafogo-SP - Campeonato Paulista
13 - 16/07/1986 - 1 x 1 - Ferroviária - Campeonato Paulista
14 - 06/08/1986 - 0 x 0 - América-SP - Campeonato Paulista
15 - 30/09/1986 - 0 x 0 - Botafogo-RJ - Campeonato Brasileiro
16 - 02/10/1986 - 3 x 0 - Alecrim - Campeonato Brasileiro
17 - 15/10/1986 - 4 x 1 - Treze - Campeonato Brasileiro
18 - 16/11/1986 - 2 x 0 - Joinville - Campeonato Brasileiro
19 - 26/11/1986 - 1 x 1 - América-RJ - Campeonato Brasileiro
20 - 29/11/1986 - 2 x 0 - Ponte Preta - Campeonato Brasileiro
21 - 03/12/1986 - 2 x 2 - Bangu - Campeonato Brasileiro
22 - 15/04/1987 - 2 x 0 - América-SP - Campeonato Paulista
23 - 13/05/1987 - 1 x 0 - Mogi Mirim - Campeonato Paulista
24 - 17/05/1987 - 1 x 0 - Botafogo-SP - Campeonato Paulista
25 - 10/06/1987 - 1 x 1 - São Bento - Campeonato Paulista
26 - 28/06/1987 - 0 x 0 - Internacional-SP - Campeonato Paulista
27 - 01/07/1987 - 2 x 0 - Bandeirante - Campeonato Paulista
28 - 08/07/1987 - 1 x 1 - XV de Jaú - Campeonato Paulista
29 - 15/07/1987 - 0 x 0 - Santo André - Campeonato Paulista
30 - 09/03/1988 - 1 x 0 - Botafogo-SP - Campeonato Paulista
31 - 27/03/1988 - 1 x 1 - Internacional-SP - Campeonato Paulista
32 - 30/03/1988 - 0 x 0 - XV de Jaú - Campeonato Paulista
33 - 01/05/1988 - 3 x 2 - Portuguesa - Campeonato Paulista
34 - 11/05/1988 - 2 x 0 - Bandeirante - Campeonato Paulista
35 - 18/05/1988 - 2 x 0 - Santo André - Campeonato Paulista
36 - 25/05/1988 - 4 x 0 - Ferroviária - Campeonato Paulista
37 - 05/06/1988 - 2 x 0 - América-SP - Campeonato Paulista
38 - 04/09/1988 - 1 x 1 - Santos (4x3 Pênaltis) - Campeonato Brasileiro
39 - 07/09/1988 - 2 x 1 - Santa Cruz - Campeonato Brasileiro
40 - 11/09/1988 - 1 x 0 - Criciúma - Campeonato Brasileiro
41 - 23/10/1988 - 2 x 0 - Cruzeiro - Campeonato Brasileiro
42 - 13/11/1988 - 1 x 1 - São Paulo (5x6 nos Pênaltis) - Campeonato Brasileiro
43 - 20/11/1988 - 1 x 1 - Atlético-PR (4x5 nos Pênaltis) - Campeonato Brasileiro
44 - 30/11/1988 - 2 x 0 - Goiás - Campeonato Brasileiro
45 - 08/12/1988 - 2 x 1 - Internacional-RS - Campeonato Brasileiro
46 - 11/12/1988 - 1 x 0 - Vitória - Campeonato Brasileiro
47 - 18/12/1988 - 0 x 0 - Fluminense (3x1 nos Pênaltis) - Campeonato Brasileiro
48 - 19/02/1989 - 2 x 0 - Noroeste - Campeonato Paulista
49 - 05/03/1989 - 3 x 0 - Botafogo-SP - Campeonato Paulista
50 - 29/03/1989 - 0 x 0 - XV de Jaú (5x4 nos Pênaltis) - Campeonato Paulista
51 - 17/09/1989 - 2 x 0 - Goiás - Campeonato Brasileiro
52 - 12/10/1989 - 2 x 0 - Bahia - Campeonato Brasileiro
53 - 18/10/1989 - 1 x 0 - Vasco da Gama - Campeonato Brasileiro
54 - 29/11/1989 - 1 x 0 - Atlético Mineiro - Campeonato Brasileiro
55 - 07/02/1990 - 1 x 0 - XV de Piracicaba - Campeonato Paulista
56 - 18/02/1990 - 4 x 0 - Santo André - Campeonato Paulista
57 - 04/03/1990 - 2 x 0 - Catanduvense - Campeonato Paulista
58 - 11/03/1990 - 3 x 2 - Ponte Preta - Campeonato Paulista
59 - 18/03/1990 - 2 x 0 - América/SP - Campeonato Paulista
60 - 22/04/1990 - 3 x 0 - Internacional-SP - Campeonato Paulista
61 - 25/04/1990 - 1 x 0 - União São João - Campeonato Paulista
62 - 12/05/1990 - 0 x 0 - Bragantino - Campeonato Paulista
63 - 05/07/1990 - 2 x 1 - XV de Piracicaba - Campeonato Paulista
64 - 15/07/1990 - 1 x 1 - Guarani - Campeonato Paulista
65 - 29/07/1990 - 1 x 1 - América-SP - Campeonato Paulista
66 - 08/08/1990 - 1 x 0 - Novorizontino - Campeonato Paulista
67 - 30/08/1990 - 1 x 0 - Internacional-RS - Campeonato Brasileiro
68 - 02/09/1990 - 0 x 0 - Santos- Campeonato Brasileiro

16/09/1990 - 1 x 2 - Bahia - Campeonato Brasileiro

Ficha Técnica do Jogo #01

23/02/1986 - PALMEIRAS-SP 3 x 1 INTER DE LIMEIRA-SP - CAMPEONATO PAULISTA
Estádio Palestra Italia - Público: 8.971 pagantes - Renda: Cr$ 224.770.000,00
Árbitro: Ulisses Tavares da Silva Filho (SP)
Palmeiras: Martorelli, Diogo, Vágner, Amarildo, Denys, Márcio Alcântara, Lino, Mendonça, Barbosa, Mirandinha, Jorginho (Mane) - Técnico: Minuca
Internacional (Limeira/SP): Marcos, Donizetti, Juarez, Bolívar, Paulo Omar, Gilberto Costa, Lê (Carlos Silva), João Batista, Tato, Kita, João Luiz - Técnico: Pepe
Gols: Amarildo (Palmeiras), 32 min primeiro tempo, Lino (Palmeiras), 12 min, Mirandinha (Palmeiras), 15 min, João Luiz (Inter de Limeira), 33 min segundo tempo

Ficha Técnica do Jogo #68

02/09/1990 - PALMEIRAS-SP 0 x 0 SANTOS-SP - CAMPEONATO BRASILEIRO
Estádio Palestra Itália - Público: 7.670 pagantes - Renda: Cr$ 4.304.500,00
Árbitro: Edmundo Lima Filho (SP)
Palmeiras: Velloso, Marques, Toninho, Aguirregaray, Dida, Elzo, Ranielli, Betinho, Jorginho, Roger, Careca (Édson) - Técnico: Telê Santana
Santos (Santos/SP): Sérgio, Índio, Camilo, França, Flavinho, César Sampaio, Derval, Axel (Sérgio Manoel), Nei (Almir), Paulinho, Serginho - Técnico: Pepe
Cartões amarelos: Aguirregaray (Palmeiras), Derval (Santos)

Dorival Júnior no Palmeiras em 1990, ano que acabaria a invencibilidade de 68 jogos no Palestra
Dorival Júnior no Palmeiras em 1990, ano que acabaria a invencibilidade de 68 jogos no Palestra
Foto: Gazeta Press
Fonte: Especial para Terra

compartilhe

publicidade