0

Palmeiras bate Bahia, faz pazes com vitória e encerra risco de queda

20 nov 2011
20h52
atualizado às 22h58
  • separator

Mesmo com grande atuação do goleiro Marcelo Lomba, o Palmeiras, com gols de Ricardo Bueno e Marcos Assunção, venceu o Bahia por 2 a 0, no Estádio do Pituaçu, pela 36ª rodada do Brasileiro, neste domingo. O resultado encerrou jejum de dez jogos sem vitórias da equipe alviverde, que havia vencido apenas uma partida no segundo turno do torneio, justamente contra outra equipe nordestina, o Ceará.

O resultado leva os comandados de Felipão à 12ª colocação, com 46 pontos, já sem risco de rebaixamento. Os baianos, em 15º, com 42, ainda estão ameaçados, já que o Ceará, última equipe da zona da degola no momento, tem 38 pontos, a duas rodadas do fim da competição.

Em um primeiro tempo equilibrado, o Palmeiras conseguiu abrir o placar com Ricardo Bueno. Na etapa final, Valdivia teve lampejos dignos das melhores fases com a camisa alviverde e criou boas oportunidades, mas foi Marcos Assunção, de falta, que marcou o segundo. Antes disso, a arbitragem anulou um gol de cada lado.

Até o fim do campeonato, o Palmeiras fará clássicos contra os dois grandes rivais locais: São Paulo, no próximo fim de semana, e Corinthians, na última rodada.

Já os baianos encerrarão a participação na Série A de 2011 com jogos diantes do Santos, fora de casa, na próxima rodada, e contra o Ceará, em Salvador, no dia 4 de dezembro.

O jogo

O jogo era de "seis pontos", embora em uma zona intermediária da tabela. Com baixo de risco de serem rebaixados, Bahia e Palmeiras precisavam de mais uma vitória para confirmarem a permanência na Série A. De quebra, o confronto tinha importância na disputa pelas últimas vagas na próxima edição da Copa Sul-Americana.

Em um primeiro tempo equilibrado, o Bahia sucumbiu diante da grande arma palmeirense: as jogadas de bola parada. Aos 10min, Ricardo Bueno já havia levado perigo de cabeça, após receber cruzamento da esquerda. No lance, Marcelo Lomba apareceu bem.

Na chegada seguinte, porém, o goleiro do time tricolor não pôde fazer nada. Aos 20min, Marcos Assunção bateu escanteio fechado na área. Luan desviou de cabeça e a bola bateu na trave. Ricardo Bueno aproveitou o rebote e completou para as redes.

O início da partida foi marcado por um fato curioso. O árbitro Cláudio Francisco Lima e Silva teve que paralisar o jogo duas vezes para trocar bolas murchas.

Logo após a segunda parada, aos 28min, o Bahia teve boa chance de empatar. Lulinha fez grande jogada na direita, deu um corte no zagueiro e finalizou para defesa segura de Deola.

Lulinha protagonizou outro bom lance de ataque aos 35min, quando disparou pela direita, deu corte em Gerley e cruzou na área. Leandro Amaro, atento, tirou.

Apesar da melhora baiana no fim da etapa inicial, o Palmeiras manteve a vantagem até o intervalo e voltou para o segundo tempo mostrando força.

Aos 4min, Luan arrancou no campo de ataque, entrou na área e finalizou para ótima defesa pacial de Marcelo Lomba. Patrik pegou o rebote e isolou, perdendo grande chance.

O Bahia respondeu aos 6min, com Júnior, que aproveitou confusão na área para chutar, mas acertou a zaga paulista. Mas era o time alviverde que levava mais perigo: aos 8min, Valdivia soltou bomba da intermediária e exigiu elasticidade de Marcelo Lomba. Aos 10min, o chileno voltou a brilhar com um passe excelente para Patrik, que chutou cruzado.

Lomba voltou a ser exigido aos 17min. Valdivia deu excelente passe para Luan, que finalizou rasteiro, mas parou no goleiro adversário. Aos 29min, o meia palmeirense fez o seu, mas a arbitragem anulou corretamente.

Aos 30min, foi a vez dos baianos terem um gol anulado, em lance mais polêmico. Após cruzamento da direita, Titi desviou de cabeça e Júnior, completou para as redes, mas foi marcado impedimento.

Marcelo Lomba seguiu fazendo boas defesas, como em chute de Luan, aos 39min. Mas, no fim, em cobrança de falta de Marcos Assunção, o goleiro não se moveu e permitiu o segundo gol palmeirense, que fechou o placar.

Ficha técnica

BAHIA 0 X 2 PALMEIRAS

Gols
PALMEIRAS:
Ricardo Bueno, aos 20min do primeiro tempo, e Marcos Assunção, aos 46min do segundo tempo

BAHIA: Marcelo Lomba; Jancarlos, Paulo Miranda, Titi e Hélder (Maranhão); Fahel, Camacho (Júnior), Diones, Carlos Alberto (Nikão) e Lulinha; Souza
Técnico: Joel Santana

PALMEIRAS:Deola; Cicinho, Leandro Amaro, Thiago Heleno e Gerley; Marcos Assunção, Márcio Araújo, Patrik (João Vítor) e Valdivia (Chico); Luan e Ricardo Bueno (Dinei)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Cartões amarelos
BAHIA: Fahel
PALMEIRAS: João Vítor

Árbitro
Cláudio Francisco Lima e Silva (SE)

Local
Estádio Pituaçu, em Salvador (BA)



Fonte: Terra
publicidade