PUBLICIDADE

Palmeiras segura 1 a 1 com o Coritiba em palco de vexame e se distancia

3 ago 2011 23h46
| atualizado em 4/8/2011 às 02h57
Publicidade

Exatos 90 dias após sofrer um dos maiores vexames de sua história, o Palmeiras voltou nesta quarta-feira ao Estádio Couto Pereira, onde havia perdido por 6 a 0 para o Coritiba no dia 5 de maio, pelas quartas de final da Copa do Brasil. Mesmo depois de sofrer um gol logo no início da partida, a equipe de Luiz Felipe Scolari alcançou um empate por 1 a 1, com um homem a menos no final do jogo - Thiago Heleno foi expulso.

Ainda que tenha buscado um ponto fora de casa, o resultado fez com que o Palmeiras terminasse a rodada a cinco do Corinthians, líder. O arquirrival do time alviverde superou em casa o lanterna América-MG por 2 a 1 nesta quarta e chegou aos 31 pontos ganhos, com um jogo a menos. O Flamengo, vice-líder que estava a dois pontos, venceu o Cruzeiro e abriu quatro, com 30.

Mais do que isso, o Palmeiras pode perder na quinta-feira o quarto lugar da tabela: com 26 pontos, a equipe alviverde deixou o São Paulo, com 25, no quinto lugar. O time tricolor, contudo, recebe no Morumbi o Bahia, nesta quinta, e pode retomar o terceiro posto da tabela e derrubar a equipe de Scolari para quinto - o Vasco, que tinha 24 pontos, bateu o Santos em casa e agora detém o terceiro lugar, com 27. Por sua vez, o Coritiba ficou no décimo lugar, com 18 pontos.

A partida começou nervosa para o Palmeiras, que não havia se esquecido da goleada que minou a continuidade do time na Copa do Brasil deste ano. Jeci marcou para o Coritiba aos 8min de bola rolando, mas Marcos Assunção, de falta, igualou aos 20min, de falta.

Ainda que o empate fora de casa não fosse de todo um resultado ruim, o Palmeiras precisou sofrer para segurar o ponto: Thiago Heleno recebeu o cartão vermelho aos 31min do segundo tempo, e a equipe sofreu pressão. Mesmo assim, soube manter o 1 a 1.

As duas equipes voltarão a campo pela 15ª rodada do Brasileiro no próximo sábado, às 18h30. O Palmeiras abre as portas do Estádio do Canindé para receber o abalado Grêmio, que só empatou por 2 a 2 em casa com o Atlético-MG nesta quarta. Já o Coritiba terá pela frente um Flamengo embalado por três vitórias consecutivas, em duelo programado para o Estádio do Engenhão.

O jogo

O Palmeiras foi surpreendido antes mesmo de entrar a campo e perdeu o atacante Maikon Leite, que foi cortado da partida por conta de uma gripe e substituído pelo meia Patrik. Sem poder contar com o velocista camisa 7, o time alviverde mostrou dificuldades nos nervosos primeiros minutos no Couto Pereira e acabou sofrendo um gol rapidamente, fazendo com que a goleada pela Copa do Brasil voltasse a assustar alguns ressabiados torcedores. O placar de 1 a 0 a favor do Coritiba fez com que o próprio time palmeirense aparentasse muito nervosismo em campo, e prova disso foram os três cartões amarelos que a equipe levou em um intervalo de dois minutos. Primeiro foi Valdivia, punido pelo árbitro Celio Amorim aos 16min por falta em Tcheco. Pouco depois, os atacantes Kleber e Luan reclamaram com o juiz e receberam a advertência de uma só vez, aos 17min.

Contudo, a jogada de segurança da equipe alviverde fez a diferença para que o empate fosse conquistado rapidamente, aos 20min. Marcos Assunção cobrou falta, o volante Léo Gago triscou com a cabeça na bola e traiu o goleiro Edson Bastos, permitindo que o experiente volante comemorasse mais um gol de falta na temporada e estabelecesse a igualdade no marcador.

O Palmeiras, então, ganhou motivação e passou a levar mais perigo ao gol do Coritiba no final do segundo tempo. Edson Bastos precisou se esticar para defender um chute de Luan aos 36min, e depois contou com a sorte aos 46min, quando Valdivia cruzou a bola na área, o camisa 21 alviverde se atirou e por muito pouco não empurrou para as redes.

O segundo tempo de partida, porém, foi mais morno em relação a oportunidades de gol nos primeiros instantes, e o Coritiba acabou conseguindo ser mais agudo ofensivamente. Contudo, o lance-chave da etapa aconteceu apenas aos 31min, quando Bill deixou Thiago Heleno para trás na intermediária e partiu em direção ao gol de Marcos.

Thiago Heleno tentou impedir Bill, mas cometeu falta por trás no atacante do Coritiba e recebeu o cartão vermelho logo de cara do árbitro. Celio Amorim sequer levou em consideração a justificativa do camisa 4 palmeirense, de que havia sido sua primeira falta na partida.

Felipão, então, precisou sacar Patrik e promoveu a reestreia do zagueiro Henrique, revelado pelo próprio Coritiba, e que passou pelo Palmeiras no início de 2008 antes de se transferir para o Barcelona, da Espanha. O time paulista se segurou como pôde, mas precisou passar sufoco para ratificar a conquista do ponto no Couto Pereira.

Marcos Aurélio cobrou a falta e Márcio Araújo interceptou e quase marcou contra. O camisa 8, a tempo, afastou o perigo da área alviverde. Minutos depois, Rafinha invadiu a área e chutou com força, mas Marcos conseguiu salvar o Palmeiras nos minutos finais e manter o placar empatado por 1 a 1.

Coritiba 1 x 1 Palmeiras

Gols

Coritiba:
Jeci, aos 8min do 1º tempo

Palmeiras:
Marcos Assunção, aos 20min do 1º tempo

Coritiba: Edson Bastos; Maranhão (Gil), Emerson, Jéci e Eltinho (Triguinho); Leandro Donizete, Léo Gago (Anderson Aquino), Tcheco e Rafinha; Marcos Aurélio e Bill. Técnico: Marcelo Oliveira.

Palmeiras: Marcos ; Cicinho, Thiago Heleno, Maurício Ramos e Gerley; Márcio Araújo, Marcos Assunção, Valdivia (João Vítor) e Patrik (Henrique); Luan e Kleber. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Cartões amarelos
Coritiba: Léo Gago, Eltinho e Leandro Donizete
Palmeiras: Valdivia, Luan e Kleber

Cartões vermelhos
Palmeiras: Thiago Heleno

Árbitro
Celio Amorim

Local
Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)

Fonte: Terra
Publicidade