0

Palmeiras vence na bola parada e deixa São Paulo longe da Libertadores

27 nov 2011
18h54
atualizado às 19h14
  • separator
Diego Garcia
Direto de São Paulo

Com a promessa de receber premiação extra em dinheiro da diretoria e já sem pretensões no Campeonato Brasileiro, o Palmeiras faz uma competição a parte contra seus arquirrivais nas últimas rodadas. Neste domingo, o time derrubou o São Paulo: venceu por 1 a 0 no Pacaembu, afastou o time de Emerson Leão da zona de classificação para a Copa Libertadores e deu à sua torcida uma das poucas alegrias que ainda pode proporcionar em 2011.

O resultado em si, para o Palmeiras, é irrelevante: leva a equipe a 49 pontos, firme na zona de classificação para a Copa Sul-Americana. O São Paulo, por sua vez, fica com 56 pontos, afastado da vaga para a Libertadores, embora ainda haja chance matemática de isso acontecer. Marcos Assunção voltou a ser decisivo para o time alviverde, marcando o gol da vitória em cobrança de falta.

Na última rodada da competição nacional, os dois times terão outra vez clássicos estaduais pela frente. O Palmeiras vai pegar o arquirrival Corinthians no Pacaembu, às 17h (de Brasília) de domingo. Já o São Paulo vai jogar contra o Santos em local ainda a definir, já que terá o mando da partida, mas há possibilidade de a partida ser vetada no Morumbi para evitar confusão entre as torcidas paulistanas.

O jogo

Palmeiras e São Paulo fizeram um duelo equilibrado no primeiro tempo, com marcação forte dos dois lados e pouca inspiração dos jogadores mais criativos. O dono da casa chegou com perigo pela primeira vez usando sua principal jogada: Marcos Assunção cobrou falta pela esquerda da área aos 16min e quase marcou, mas Rhodolfo desviou de cabeça. Três minutos depois, o zagueiro quase marcou, desviando cobrança de escanteio de Fernandinho.

A melhor chance são-paulina surgiu aos 33min, quando Dagoberto aproveitou buraco na zaga para encontrar Juan. O lateral esquerdo cortou a marcação de Henrique e bateu com a perna direita, mandando a bola na trave esquerda. O Palmeiras também chegou muito perto de balançar as redes, já aos 47min, nos acréscimos. O primeiro gol do jogo só não saiu porque Rogério Ceni fez duas excelentes defesas.

Primeiro o goleiro se esticou para desviar cruzamento para Valdívia, que tentava interceptar. Patrik pegou a sobra dentro da área e bateu de primeira, mas Rogério novamente foi bem e fez a defesa, desviando e mandando a bola no travessão. Luan estava em ótimas condições para empurrar para dentro, mas Valdívia, de costas para a meta, se adiantou e tentou puxar de perna esquerda, mandando para fora.

Já na segunda etapa, os times se assustaram ainda nos primeiros minutos. Primeiro, Luan recebeu passe de Marcos Assunção, na esquerda da área, e chutou forte, por cima do gol. Na sequência, Luís Fabiano foi lançado pelo alto, dominou pela direita e, mesmo sem ângulo, quase acertou a meta de Deola. O gol saiu aos 11min, em cobrança de falta de Assunção. Nenhum jogador desviou, a bola pingou na frente de Ceni e entrou.

Leão mexeu no São Paulo imediatamente, colocando Marlos e Rivaldo no lugar de Daboberto e Cícero. O time quase empatou aos 15min, quando Deola saiu mal ao tentar afastar cruzamento e a bola sobrou para Pires, livre e com o gol aberto. O jogador pegou mal de cabeça e mandou a bola por cima. O Palmeiras também perdeu excelente chance, aos 39min.

Valdívia recebeu dentro da área e tocou de lado para Fernandão. Cara a cara com o Rogério Ceni, o jogador bateu rasteiro e acertou a trave, mas a bola saiu. No final do jogo, o Palmeiras conseguiu manter o ritmo e evitou uma reação tardia do time tricolor. Rivaldo ainda foi expulso por acertar Gerley sem bola, em ato considerado agressão pelo árbitro.

Palmeiras 1 x 0 São Paulo

Gols

Palmeiras:
Marcos Assunção, aos 10min do segundo tempo

Palmeiras: Deola; Cicinho (João Vitor), Leandro Amaro, Henrique e Gerley; Márcio Araújo, Marcos Assunção, Patrik (Chico) e Valdívia; Luan e Ricardo Bueno (Fernandão). Técnico: Luiz Felipe Scolari

São Paulo: Rogério Ceni; Piris, João Filipe, Rhodolfo e Juan (Willian José); Welington, Denílson e Cícero (Rivaldo); Dagoberto (Marlos), Luís Fabiano e Fernandinho. Técnico: Emerson Leão

Cartões amarelos
Palmeiras: Gerley, Marcos Assunção e Ricardo Bueno
São Paulo: João Filipe, Welington, Denílson e Luís Fabiano

Cartões vermelhos
São Paulo: Rivaldo

Árbitro
Luiz Flávio de Oliveira (SP)

Local
Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Jogadores do Palmeiras triunfaram com gol de Marcos Assunção
Jogadores do Palmeiras triunfaram com gol de Marcos Assunção
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra
Fonte: Terra
publicidade