0

Presidente do Coritiba desabafa: “vontade de sair do futebol"

18 ago 2013
19h07
atualizado às 20h54
  • separator
  • 0
  • comentários

A derrota por 1 a 0 para o Corinthians, no Estádio Pacaembu, neste domingo, frustrou jogadores e diretoria do Coritiba. Aos 45min, Luccas Claro dividiu com Danilo, em uma jogada normal, e o árbitro Pericles Bassols Pegado Cortez assinalou pênalti. Guerreiro cobrou e converteu.

Brasileiro Série A 2013Rodada 15

CorinthianssccpCorinthians1
0CoritibaCoritibacfc

  • Paolo Guerrero 44 ' (2T)
    2013-08-18 19:00 GMT-000 (D) FinalizadoEstádio do Pacaembu

    Após o apito final, os jogadores do Coritiba saíram indignados para o vestiário. “Jogamos muito, seguramos o resultado e o juiz faz isso. É ridículo. Aqui é sempre assim”, declarou o volante Júnior Urso. Já o meia Robinho preferiu não polemizar. “Se eu falar, vou acabar apelando. Então é melhor ficar quieto”, declarou.

    Por outro lado, o presidente do Coritiba, Vilson Ribeiro Andrade, não mediu palavras contra a arbitragem. “Ele deu a penalidade de medo da torcida do Corinthians. Foi covarde. Vou fazer uma reclamação junto à CBF”, comentou.

    A derrota sofrida da maneira que foi desanimou o dirigente, que disse ter sentido nojo da forma que o Coritiba foi prejudicado. “Estou com vontade de sair do futebol, pois não aguento mais isso que acontece. Se fosse na nossa área, eu não sei se ele daria. O erro prejudicou o resultado e isso é lamentável”, indignou-se.

    No final, Vilson – mais calmo - tentou amenizar um pouco o acontecido. “O erro é humano e, se ele reconhecer, está perdoado. Mas ele é um árbitro muito fraco e merece ficar na geladeira sim”, finalizou.

    Fonte: PGTM Comunicação - Especial para o Terra PGTM Comunicação - Especial para o Terra
    • separator
    • 0
    • comentários
    publicidade