PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Favoritar Time

Ressaca de título provoca crise defensiva no Corinthians

27 jul 2009 - 12h02
(atualizado às 12h04)
Publicidade

A defesa do Corinthians, melhor em números nas últimas edições da Série B e do Campeonato Paulista, vive um momento de baixa após a conquista da Copa do Brasil. Desde então, foram 13 gols sofridos em seis partidas, o que derrubou a boa média do setor na temporada como um todo. Na Série A, os corintianos são 11º em gols tomados.

» Ronaldo deve operar a mão e para por até cinco semanas
» Obina brilha e Palmeiras atropela Corinthians
» Obina confirma ser rei de clássicos e supera Keirrison
» Receba os gols do seu time pelo celular

Em 47 partidas oficiais na temporada, o Corinthians tem agora 46 gols sofridos, média de 0,97 gol por jogo. Até a partida do título da Copa do Brasil, contra o Internacional, o índice era bem menor: 0,80 gol por partida, com 33 gols sofridos em 41 jogos.

Em nenhuma das seis partidas, o Corinthians contou com a defesa ideal completa. William ficou de fora de cinco jogos, enquanto Alessandro foi desfalque em três e André Santos, negociado com o Fenerbahce, já não é mais opção para Mano Menezes há duas partidas, mesma situação de Cristian, o meio-campista mais marcador.

O número de intervenções do goleiro Felipe segue, em média, muito parecido em relação às finais da Copa do Brasil.

Nos últimos seis jogos, o Corinthians permitiu 76 finalizações de seus adversários (Palmeiras, Vitória, Cruzeiro, Sport, Grêmio e Fluminense) - levou 13 gols. Nos confrontos com Internacional, Vasco e Fluminense, pela Copa do Brasil, foram 79 finalizações também em seis partidas - mas cinco gols tomados.

A derrota contra o Palmeiras ainda representou a perda de invencibilidade da dupla Chicão e William após 40 jogos. Juntos, os dois zagueiros titulares não eram batidos desde a decisão da Copa do Brasil de 2008, por 2 a 0, contra o Sport, na Ilha do Retiro.

Em má fase, defesa é motivo de preocupação para Mano Menezes no Corinthians
Em má fase, defesa é motivo de preocupação para Mano Menezes no Corinthians
Foto: Gazeta Press
Fonte: Terra
Publicidade