PUBLICIDADE

Rodrigo e Jonas teriam brigado nos vestiários após empate; Silas nega

25 jul 2010 18h24
| atualizado às 19h18
Publicidade

Ver a vitória escapar no final do segundo tempo foi sofrido para o Grêmio. O empate por 2 a 2 com o Cruzeiro agravou a crise no clube. Após o término do jogo, o vestiário gremista teve muita reclamação, lamentações e até teria acontecido uma briga entre os jogadores.

Segundo a Rádio Gaúcha, a briga envolveu o atacante Jonas, autor do segundo gol gremista. De acordo com a emissora, funcionários do estádio Arena do Jacaré viram o avante acertar um tapa no zagueiro Rodrigo.

"Não, não. Está tudo tranquilo. Indignação natural de um jogo que estava ganho. A indignação era geral. Discussão no vestiário é normal", negou o técnico Silas, em entrevista coletiva.

O treinador afirmou ter ocorrido apenas um bate-boca e negou qualquer tipo de agressão. "Isso (discussão) só ajuda", garantiu. "Já aconteceu e vocês (repórteres) não viram", disse.

O presidente do Grêmio, Duda Kroeff também afirmou à Rádio Gaúcha que houve a discussão entre os atletas, mas sem qualquer tipo de agressão física e desconversou sobre qualquer tipo de punição, dizendo que o fato ocorreu por que os jogadores estavam indignados com o empate no final.

Na saída de campo, Rodrigo reclamou muito de tudo o que tem acontecido nos últimos jogos. "O que se pode falar? A gente corre, corre, corre e chega na hora a gente toma esses gols. A arbitragem também atrapalhou", reclamou o camisa 4. No jogo deste domingo, os dois gols cruzeirenses saíram em cobranças de escanteio.

Com informações da Gazeta Press

Foto: Alisson Gontijo / Futura Press
Fonte: Redação Terra
Publicidade