PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Favoritar Time

Ronaldo é denunciado e pode pegar três jogos de suspensão

21 mai 2009 - 14h27
(atualizado às 14h37)
Publicidade

Pela primeira vez desde o retorno ao Brasil, Ronaldo enfrentará o Superior Tribunal de Justiça Desportiva. O atacante do Corinthians será julgado na próxima semana, em data a ser definida, por ter puxado o cabelo do volante Fahel, do Botafogo, no empate sem gols do último domingo pelo Campeonato Brasileiro.

» Lesão pode tirar Ronaldo da semi contra Vasco
» Em "jejum", Ronaldo diz que "não abre mão de gols"
» Corinthians elimina Flu da Copa do Brasil
» Veja os confrontos das semifinais

O árbitro da partida, Carlos Eugênio Simon, não viu o lance, mas as câmeras de televisão flagraram o atacante puxando o cabelo do atleta botafoguense antes de uma cobrança de falta. O tribunal requisitou as imagens e decidiu denunciar o atacante no artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (ato desleal, que prevê suspensão de uma até três partidas).

"O jogador cometeu a infração não só por puxar o cabelo do adversário, mas também por beliscar a jugular do Fahel. Entendemos que a infração está bem caracterizada como ato desleal", explicou Paulo Schmitt, procurador-geral do STJD.

O dirigente ainda garantiu que o maior artilheiro da história das Copas não terá tratamento diferenciado em sua primeira vez como réu. "O Ronaldo sem dúvidas é um jogador que dispensa comentários. É realmente um fenômeno por todo o seu histórico de recuperação, mas para o tribunal todos são iguais e se cometerem infração ou por relato de súmula, ou por imagens, devem ser denunciados", completou Schmitt.

Curiosamente, Ronaldo pode ter o próprio Fahel como aliado. Ao comentar o lance, o volante do Botafogo admitiu ter perdido "um pouco de cabelo", mas classificou a atitude do adversário como normal no futebol e disse que o atacante corintiano não merece ser suspenso.

Ronaldo e Fahel protagonizaram lance polêmico e corintiano foi denunciado
Ronaldo e Fahel protagonizaram lance polêmico e corintiano foi denunciado
Foto: Agência Lance
Fonte: Gazeta Press
Publicidade