5 eventos ao vivo

São-paulinos cobram "algo a mais" e ousadia em campo

11 set 2011
20h50
atualizado em 12/9/2011 às 00h15

O São Paulo perdeu a chance de vencer e assumir a liderança. Sem fazer gol, levou um no segundo tempo e não teve reação no 1 a 0 para o Grêmio. Sem a liderança, ainda perdeu uma posição e terminou em terceiro, atrás de Corinthians e Vasco. Os jogadores ficaram na bronca.

"Demos bobeira e acabamos levando o gol. A gente cobra, tenta, mas está complicado. Temos de colocar na cabeça que dá para ser campeão. Dá para ser líder, mas faltou um pouco mais de cada para ganharmos o jogo", esbravejou Rhodolfo, sempre um dos jogadores que mais cobra atitude do time, que estava perto do lance do gol.

"Tínhamos de atacar mais, ser mais agressivos. Só pensamos em marcar. Recebi poucas bolas, então, fica difícil. Não podemos entrar com este pensamento (de ficar recuado), precisa ser sempre em busca da vitória. Seguramos muito atrás, tínhamos de procurar mais o ataque. Nosso time foi pouco ousado e acabou derrotado", completou Lucas.

Em 15 partidas com Adilson Batista no comando (duas pela Sul-Americana), esta foi apenas a segunda vez que o time tricolor paulista passou em branco. Com o treinador, foi a primeira derrota fora de casa no Brasileiro. Até então, o aproveitamento era de três vitórias e dois empates.

Nos confrontos fora, o São Paulo tem adotado a postura de aproveitar os contra-ataques, o que neste domingo foi mantido, mas sem efetividade.

"A gente trabalhou durante a semana. Então, não é pelo resultado de um time que vamos mudar nossa estratégia. Conseguimos os pontos dessa maneira", analisou Juan.

Fonte: Lancepress!
publicidade