1 evento ao vivo

Torcida do Cruzeiro ironiza e "agradece" Cuca durante clássico

4 dez 2011
19h49
atualizado às 22h50

Se o Cruzeiro chegou à última rodada do Campeonato Brasileiro com chance de ser rebaixado, boa parte da culpa é do técnico Cuca. Foi ele que começou a competição no comando da equipe, sendo demitido após apenas cinco rodadas. Neste domingo, o treinador acabou ajudando o time a se manter na Série A: à frente do Atlético-MG, viu sua equipe ser goleada por 6 a 1 na Arena do Jacaré.

» Quem é o craque do Brasileiro? Vote na megaenquete
» Confira como está o mercado da bola do Brasil para 2012
» Veja 20 jogadores que decepcionaram na Série A e escolha o pior

Muito por conta disso, quando a vitória já estava praticamente selada, a torcida do Cruzeiro ironizou o treinador. Os cerca de 28 mil cruzeirenses gritaram "olê, olê, olê, olê, Cuca, Cuca" enquanto o treinador não escondia a perplexidade diante da péssima partida feita pelo Atlético-MG, totalmente dominado pelo seu principal arquirrival.

Cuca treinou o Cruzeiro por apenas cinco jogos, sem conseguir sequer uma vitória. Foi derrotado por Figueirense e Fluminense, além de empatar com Palmeiras, Santos e América-MG. Perdeu o cargo em 19 de junho e foi substituído por Joel Santana, que também não conseguiu dar jeito no time mineiro. Vagner Mancini, e só na última rodada, foi capaz de evitar o maior vexame da história do clube.

No Atlético-MG, no entanto, Cuca pode dizer que teve sucesso. A principal preocupação da equipe quando o treinador estreou, na 18ª rodada do Brasileiro, era fugir da zona da degola. Conseguiu isso com uma rodada de antecedência, ao golear o Botafogo por 4 a 0 dentro de casa. O time termina o Brasileiro na 15ª colocação, na frente do Cruzeiro.

Quando Cuca chegou, o Atlético-MG era o 18° colocado, ocupando a zona de rebaixamento. Teve campanha de nove vitórias, três empates e nove derrotas, com aproveitamento de 47,6%. No Cruzeiro e neste Brasileiro, Cuca conseguiu apenas 20% dos pontos disputados. Com ele, o time celeste se salvou da queda. Mas o treinador fez mais bem ao Atlético-MG, que chegou para a última rodada tranquilo.

Fonte: Terra
publicidade