Brasileiro Série A

publicidade
05 de setembro de 2012 • 21h28 • atualizado às 21h56

Vasco supera desfalques, empata com Náutico e segue no G-4

Com Fellipe Bastos, o Vasco empatou no segundo tempo e saiu no lucro dos Aflitos
Foto: Otávio de Souza / Futura Press
 

Mesmo sem Dedé, Juninho e Felipe, o Vasco empatou, nesta quarta-feira, com o Náutico por 1 a 1 no Estádio dos Aflitos. O resultado manteve o clube carioca, com 39 pontos, no G-4 da Série A do Campeonato Brasileiro. São Paulo, Cruzeiro e Internacional, que ainda não jogaram na rodada, têm 34 e podem chegar, no máximo, a 37.

O Náutico, por outro lado, foi a 28 e continuou em uma posição mediana na tabela. Na próxima rodada, os recifenses visitarão, no domingo, o Botafogo. No mesmo dia, o Vasco receberá o Bahia.

O jogo

Embalado por cinco vitórias seguidas como mandante, o Náutico voltou a usar o fator casa a seu favor. Sob a batuta do experiente Araújo, o time pernambucano atormentou Fernando Prass nos 45 minutos iniciais. Nas primeiras ocasiões de gol, o goleiro vascaíno se saiu bem. Mas, na marca dos 41min, não deu.

Após receber lançamento, Rhayner levou para a linha de fundo e cruzou forte. Araújo não conseguiu completar, ao contrário de Kieza, que arrematou e abriu o placar. O atacante havia desfalcado a equipe nas últimas rodadas e, mesmo sem totais condições físicas, fez questão de ir a campo. No intervalo, o atleta admitiu ter sentido dores na coxa esquerda.

Desfalcado de Dedé, Juninho Pernambucano e Felipe (o primeiro está servindo a Seleção Brasileira, enquanto os outros dois estão com lesões), o técnico do Vasco, Cristóvão Borges, mudou a postura do time para a etapa complementar. E, mais ousados, os cariocas empataram aos 7min. O volante Fellipe Bastos recebeu na intermediária, ajeitou e pegou um grande chute. A bola acertou o canto direito da meta de Gideão, que nem se mexeu.

O tento vascaíno deixou o duelo mais aberto. Aos 20min, Araújo foi lançado e, na cara de Prass, o encobriu. O bandeirinha, no entanto, anulou o gol assinalando impedimento. A resposta do Vasco foi dada aos 25min. Luan deu um chutão e encontrou Tenorio. O equatoriano carregou e chutou cruzado em cima de Gideão. Apesar das oportunidades (e da pressão dos anfitriões nos minutos derradeiros), o embate acabou mesmo empatado por 1 a 1. No último lance da partida, o zagueiro Nilton deu um corte e foi derrubado por Souza dentro da área. O juiz Leandro Pedro Vuaden mandou seguir. Depois do apito final, os vascaínos reclamaram da decisão do árbitro.

Ficha técnica

NÁUTICO 1 X 1 VASCO

Gols
NÁUTICO: Kieza, aos 41min do primeiro tempo

VASCO: Fellipe Bastos, aos 7min do segundo tempo

NÁUTICO: Gideão; Patric, Ronaldo Alves, Jean Rolt e Douglas Santos (Lúcio); Elicarlos, Martinez, Souza e Rhayner; Kieza (Dimba) e Araújo (Andrés Romero)
Treinador: Alexandre Gallo

VASCO: Fernando Prass; Jonas (Auremir) (Luan); Douglas, Fabrício e William Matheus; Eduardo Costa, Nilton, Wendel e Fellipe Bastos, Tenorio e Alecsandro
Treinador: Cristóvão Borges

Cartões amarelos
NÁUTICO: Martinez
VASCO: Fabrício, William Matheus, Alecsandro e Wendel

Árbitro
Leandro Pedro Vuaden (Fifa/RS)

Local
Estádio dos Aflitos, no Recife (PE)

Terra Terra