0

Vasco

Flu cura ressaca e amplia drama do Vasco rumo à Série B

Dhavid Normando / Futura Press
1 nov 2015
20h33
atualizado às 20h33
  • separator
  • comentários

O Fluminense não desanimou após a eliminação da Copa do Brasil e venceu por 1 a 0 o clássico contra o Vasco, neste domingo, no estádio Nilton Santos. Com o resultado, os tricolores chegaram a 43 pontos e viram o risco de rebaixamento ficar distante. Já os cruzmaltinos perderam a invencibilidade de nove jogos no Campeonato Brasileiro e a chance de ficarem próximos da fuga da degola. Com 30 pontos, o time de São Januário segue na lanterna e em situação dramática.

No primeiro tempo, o clássico foi equilibrado, com chances para as duas equipes. Mais organizado, o Fluminense, que não pôde contar com Fred, fez o gol da vitória já nos acréscimos, com Gerson. Na etapa final, os cruzmaltinos tentaram de todas as formas o empate, mas tiveram que sair de campo com a derrota.

Pela 34ª rodada, o Fluminense terá pela frente a Chapecoense, no próximo sábado, no Maracanã. No dia seguinte, o Vasco vai até São Paulo para enfrentar o Palmeiras no Palestra Itália.

Foto: Dhavid Normando / Futura Press

As duas equipes iniciaram a partida em busca do ataque. No entanto, sem dar espaço para os avanços do adversário, o confronto ficou concentrado entre as intermediárias. A primeira chance de gol aconteceu aos 12 minutos. Após cobrança de escanteio, Jorge Henrique se antecipou e raspou de cabeça. A bola passou muito próximo da trave de Diego Cavalieri.

Na parte final, quem melhorou foi o time das Laranjeiras. Os tricolores controlaram a posse de bola, mas continuava com problemas no momento das finalizações, principalmente por não ter um jogador fixo na área. O Vasco errava muitos passes e era pouco efetivo. Quando parecia que o clássico iria para o intervalo sem gols, o time das Laranjeiras abriu o marcador. Em contra-ataque, Osvaldo lançou e chutou, a bola bateu na zaga e sobrou para Gerson finalizar cruzado, sem chances para Martín Silva.

Foto: Marcello Dias / Futura Press

Na etapa final, o Vasco tentou esboçar uma pressão em busca do empate nos primeiros minutos, mas seguia cometendo erros nos passes. Mais organizado, o Fluminense aproveitava os espaços para assustar nos contra-ataques, tanto que os tricolores quase ampliaram a vantagem em duas chances. Primeiro, Gerson foi lançado, mas chutou em cima de Martín Silva. Depois, Osvaldo cruzou e Gustavo Scarpa cabeceou sobre o travessão.

O Vasco, aos poucos, passou a adotar uma postura mais ofensiva e criou sua melhor chance aos 22 minutos. Riascos fez boa jogada pela esquerda e tocou para Nenê na área. O atacante girou e chutou, mas viu Wellington Silva salvar o Fluminense em cima da linha.

A partir deste momento, os cruz-maltinos dominaram o confronto. O Vasco quase chegou ao empate aos 31 minutos. Após cobrança de escanteio, Riascos escorou de cabeça, e a bola bateu no travessão para desespero da torcida.

Foto: Dhavid Normando / Futura Press

Nos minutos finais, a situação ficou dramática para o Fluminense quando Higor Leite simulou pênalti e recebeu o cartão vermelho. Depois disso, o Vasco pressionou, mas não passou pela retranca tricolor. No último lance, o time das Laranjeiras ainda desperdiçou chance inacreditável com Wellington Silva, quando os vascaínos estavam sem goleiro.

Foto: Dhavid Normando / Futura Press
Foto: Marcello Dias / Futura Press
Foto: Marcello Dias / Futura Press

FICHA TÉCNICA
VASCO 0 X 1 FLUMINENSE

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 1 de novembro de 2015 (Domingo)
Horário: 18h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Carlos Augusto Nogueira Junior (SP)
Renda: R$ 406.270,00
Público: 11.957 pagantes

Cartões amarelos: Bruno Gallo e Eder Luís (Vasco); Gum, Osvaldo, Wellington Paulista, Pierre (Fluminense)
Cartão vermelho: Higor Leite (Fluminense)

GOL: FLUMINENSE: Gerson, aos 47min do primeiro tempo

VASCO: Martin Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Bruno Gallo, Julio dos Santos (Eder Luís), Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique (Rafael Silva) e Leandrão (Riascos)
Técnico: Jorginho

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Jean, Gum, Marlon e Wellington Silva; Pierre, Cícero, Vinícius (Higor Leite), Gustavo Scarpa e Gerson (Wellington Paulista); Osvaldo (Magno Alves)
Técnico: Eduardo Baptista

 

Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade