0

Veja 10 erros marcantes da carreira de Carlos Eugênio Simon

9 nov 2009
10h29
atualizado às 14h41
  • separator

Uma decisão que pode influenciar no título. No Campeonato Brasileiro mais equilibrado dos últimos tempos, Carlos Eugênio Simon anulou gol legal de Obina, alegando falta do palmeirense. A marcação do árbitro gaúcho revoltou o Palmeiras.

» Veja fotos de Flu x Palmeiras
» Simon foi covarde ao anular gol, diz palmeirense
» Em site oficial, Palmeiras diz que Simon fez resultado
» Fred marca, Flu ganha fôlego e Palmeiras perde liderança
» Opine: Simon prejudicou o Palmeiras?

Simon é cercado por palmeirenses: decisão influenciou no resultado no Maracanã
Simon é cercado por palmeirenses: decisão influenciou no resultado no Maracanã
Foto: Agência Lance

Assegurado em mais uma Copa do Mundo, a terceira consecutiva da carreira, Carlos Eugênio Simon coleciona uma lista recente de grandes erros que, somados a um repertório de falhas históricas, como na decisão da Copa do Brasil de 2002, abalam sua reputação. Confira lista:

Campeonato Brasileiro 2009, Fluminense x Palmeiras

Obina marcou gol legal, subindo firme e cabeceando para as redes. No lance, Maicon segurou o palmeirense, que mesmo assim foi superior na jogada e marcou o gol. Simon anulou, alegando falta do palmeirense.

Campeonato Brasileiro 2009, Santos x São Paulo

Depois ser expulso, Rogério Ceni, segundo mostrou cronometragem, levou mais de cinco minutos para deixar o gramado da Vila Belmiro. Pressionado pelos são-paulinos, Simon apontou três minutos de acréscimo, em jogo que teve seis alterações. A partida terminou 4 a 3 para o São Paulo.

Copa do Brasil 2009, Fluminense x Corinthians

Não foi lance que definiu a partida, mas Simon foi omisso. Tenso em partida que valia vaga nas semifinais da Copa do Brasil, o atacante Fred deu praticamente uma voadora nos pés do zagueiro William e deveria ter sido expulso.

Campeonato Cearense 2009, Ceará x Fortaleza

Provavelmente, o maior erro de arbitragem do futebol brasileiro em 2009. Na decisão do Campeonato Cearense, Edu Sales, do Ceará, corre com a bola dentro da área, tropeça no gramado, e cai de queixo no chão. Longe do lance, Simon aponta a penalidade, que claramente não existiu. Ao menos, a decisão não influenciou o resultado final do torneio, vencido pelo Fortaleza.

Campeonato Gaúcho 2009, Grêmio x Internacional

Um lance difícil de ser visto, mas capital. O Gre-Nal de Erechim, marcando 100 anos do clássico, estava empatado. Jonas recebeu em condição legal, marcou para o Grêmio, mas Simon anulou o lance. Em seguida, Nilmar colocou o Inter em vantagem e confirmou vitória por 2 a 1. Após o jogo, o árbitro reclamou da iluminação no estádio e minimizou o erro.

Brasileiro 2008, Cruzeiro x Flamengo

Cruzeiro e Flamengo lutavam por título e vaga na Copa Libertadores, na 36ª rodada do Brasileiro. Os cruzeirenses venciam por 3 a 2 e, aos 46min, Diego Tardelli foi claramente derrubado por Léo Fortunato, dentro da área. Na reclamação, Simon, que virou inimigo do Flamengo, expulsou Tardelli e Fábio Luciano. Desde então, o árbitro gaúcho não foi escalado em nenhum jogo dos rubro-negros.

Copa do Brasil 2007, Botafogo x Atlético-MG

Um erro que o próprio Simon admite. No Maracanã, o Atlético-MG buscava o empate e a vaga nas semifinais da Copa do Brasil. Tchô foi derrubado dentro da área por um defensor do Botafogo e o árbitro gaúcho nada marcou, em erro que custou a classificação atleticana.

Copa do Mundo 2006, Itália x Gana

A atuação de Simon na Copa 2006 provocou revolta em Gana. Na estreia contra a Itália no Mundial, o árbitro gaúcho não deu penalidade clara para os africanos, em falta de De Rossi em Asamoah Gyan. O lance se deu no momento em que jogo estava 1 a 0 para os italianos, que acabaram marcando o segundo gol nos acréscimos.

Copa do Brasil 2002, Corinthians x Brasiliense

Até hoje, Carlos Simon é apontado por torcedores do Brasiliense - e rivais do Corinthians -, como responsável pelo título da Copa do Brasil em 2002. O gol da vitória corintiana no jogo de ida, no Morumbi, foi irregular, com Gil derrubando zagueiro adversário. No fim, com o empate em 1 a 1 na finalíssima, o lance decidiu o torneio.

Copa do Mundo 2002, Inglaterra x Suécia

Em seu primeiro jogo de Mundiais, Simon deixou marca negativa. Henrik Larsson, da Suécia, foi derrubado pelo inglês Rio Ferdinand, mas o brasileiro deu sequência. Os ingleses ainda permitiram o empate e o jogo terminaria empatado em 1 a 1.

Veja também:

Com seis atletas com Covid-19, Flamengo tem prova de fogo na Liberta em jogo no Equador
Fonte: Terra
publicidade