3 eventos ao vivo

Viáfara brilha, Vitória bate Inter e ajuda dupla paulista

19 set 2009
20h26
atualizado em 21/9/2009 às 02h38

Antes mesmo de entrarem em campo pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, a dupla Palmeiras e São Paulo já teve motivos para comemorar. Isto porque o Vitória fez o seu dever de casa na noite deste sábado, ao superar o Internacional por 2 a 0 no Estádio do Barradão, em Salvador, e deixou a liderança nas mãos das equipes paulistas, que ainda não atuaram no final de semana.

» Fotos de Vitória x Internacional
» Veja a classificação atualizada
» Confira a tabela e os resultados
» Receba os gols do seu time pelo celular
» Problemas no estádio? Mande seu relato
» Comente o triunfo do Vitória

Com atuação destacada do goleiro Viáfara, responsável por, pelo menos, cinco defesas importantes contra o ataque colorado, a equipe da casa também contou com a boa presença de seu torcedor, que cantou o tempo inteiro nas arquibancadas e empurrou o time baiano em mais um triunfo contra um favorito ao título nacional.

Antes de ajudar a dupla da capital paulista, o time comandado pelo técnico Vagner Mancini já havia feito outra vítima no bloco de cima da tabela, também em seus domínios: na última semana, no mesmo Barradão, venceu o líder Palmeiras por 3 a 2. Já o São Paulo foi o único dos três primeiros que triunfou contra o adversário em Salvador, mas terá a tarefa de reencontrar os baianos no Morumbi, no dia 15 de novembro, pela 35ª rodada.

Com a derrota na capital baiana (a segunda consecutiva), o Internacional estaciona nos 43 pontos, segue um atrás do líder Palmeiras (que encara o Cruzeiro no Mineirão, na próxima quarta-feira), e pode perder a segunda colocação para o rival São Paulo, já que a equipe de Ricardo Gomes soma o mesmo número de pontos dos colorados e encara o Santo André em Ribeirão Preto neste domingo. Já o Vitória, com o segundo triunfo consecutivo, alcança os 36 pontos e passa a ser o dono da oitava posição.

Com a bola rolando, o Internacional, que não teve a presença de Magrão (negocia transferência para o futebol dos Emirados Árabes) tomou a iniciativa no primeiro tempo e criou as melhores chances para abrir o placar. No entanto, a equipe gaúcha não contava com a noite inspirada do goleiro e capitão Viáfara, que brilhou em finalizações de Taison, Kléber, Alecsandro e Andrezinho, se tornando assim a principal figura da partida. Do lado da equipe baiana, Ramon era o maior organizador e explorava a velocidade de seus companheiros Neto Berola e Apodi.

E mais uma vez explorando as bolas paradas, arma que se mostrou fatal na semana passada contra o Palmeiras, o Vitória abriu o placar em outra bola que saiu dos pés de seu camisa dez. Em cobrança de falta, Ramon levantou para a área e Uelliton completou de cabeça aos 14min da etapa final. Em seguida, o centroavante Roger, com passagens apagadas por São Paulo e Palmeiras, sofreu pênalti cometido por Índio e converteu a cobrança, fechando a contagem em Salvador aos 31min e alcançando a artilheria do torneio, com 12 tentos.

FICHA TÉCNICA

Vitória 2 x 0 Internacional

Gols
Vitória: Uelliton, aos 14min, e Roger, aos 31min do 2º tempo

Polêmicas de arbitragem
- Pênalti reclamado por jogadores do Vitória aos 28min de jogo, em lance que Ramon dominou na entrada da área e caiu após choque com Kléber;
- Reclamação do Internacional do pênalti marcado sobre Roger, em lance que envolveu o zagueiro Índio já no final da partida

Pontos Fortes do Vitória
- Jogadas pelas laterais do campo, com Apodi e Leandro;
- Atuação destacada de Viáfara, que parou o ataque colorado em, pelo menos, cinco oportunidades

Ponto Forte do Internacional
- Avanços pelo lado esquerdo, principalmente com Kléber

Ponto Fraco do Vitória
- Espaços deixados na entrada da área para chutes do Internacional

Pontos Fracos do Internacional
- Falta de pontaria dos atacantes na finalizações;
- Queda de rendimento da equipe no segundo tempo, quando diminuiu o ritmo e passou a ser dominado pelos mandantes

Personagem do jogo
Viáfara, goleiro do Vitória

Esquema Tático do Vitória
4-4-2
Viáfara; Apodi, Fábio Ferreira, Wallace e Leandro; Vanderson, Uelliton, Ramón e Leandro Domingues (Magal); Roger e Neto Berola (Gláucio); técnico: Vagner Mancini

Esquema Tático do Internacional
4-4-2
Lauro; Danilo Silva, Índio, Fabiano Eller e Kleber; Sandro, Guiñazu, Andrezinho (Marquinhos) e D'Alessandro (Wagner Líbano); Taison (Edu) e Alecsandro; técnico: Tite

Cartões Amarelos
Vitória: Uelliton
Internacional: Taison e Alecsandro

Árbitro
Alicio Pena Junior (MG)

Local
Estádio Barradão, em Salvador (BA)






No Barradão, Vitória faz nova vítima do bloco de cima e impede que o Inter assuma a liderança
No Barradão, Vitória faz nova vítima do bloco de cima e impede que o Inter assuma a liderança
Foto: Eduardo Martins/A Tarde / Futura Press
Fonte: Terra
publicidade