PUBLICIDADE

A. Carlos confirma convite do Santos e se diz feliz pelo Corinthians

18 set 2009 - 16h59
Publicidade

Em julho, Antônio Carlos Zago foi procurado pelo Santos. O telefone do então ex-diretor do Corinthians tocou e, do outro lado da linha, estava o presidente Marcelo Teixeira. A intenção do mandatário era entregar o departamento de futebol santista para Antônio Carlos, que declinou a oferta e dias depois assinou para treinar o São Caetano.

» Veja fotos da entrevista de Antônio Carlos
» Entrevista: novato em alta no São Caetano, A. Carlos admite estar "perdido"
» Negociação entre Domingos e São Caetano irrita Santos
» Leia as últimas da Série B

"Ele queria me contratar como diretor e lá é ele que decide tudo no final. Ele contava comigo no Santos, mas expliquei que minha intenção era ser treinador. Se ele precisasse de um mais para frente, eu queria ter a oportunidade", disse Antônio Carlos ao Terra. "Isso acabaria ficando um pouco chato, porque eu ia trabalhar com um técnico pensando em ser técnico".

Antônio Carlos confirma que seu nome traz resistências no ambiente interno da Vila Belmiro desde que pendurou as chuteiras, em dezembro de 2007, e assumiu o departamento de futebol do Corinthians assim que foi rebaixado para a Série B. Na ocasião, chegou a se dizer que o então zagueiro já trabalhava para os corintianos, enquanto recebia dos santistas.

"Naquela época, conversei com o presidente. Tenho excelente relacionamento com ele e há até alguma rejeição por parte de algumas pessoas, que ficaram com um pensamento errado a meu respeito", afirma. "O presidente sabia que eu iria para o Corinthians quando saísse do Santos. É para ele que eu devia ter falado e falei naquele momento", disse.

Volta ao Santos

Antônio Carlos assegura que, no contato realizado com o Santos em julho, todas as diferenças foram sanadas. Quem sabe, abrindo o caminho para uma volta à Vila Belmiro, onde o bom relacionamento com Teixeira sempre conta bastante, para trabalhar como técnico. "O presidente entendeu que eu queria ser treinador e hoje está tudo certo com as pessoas que tinham dúvida a meu respeito".

A intenção de Vanderlei Luxemburgo, possivelmente candidato ao senado por Tocantins em 2010, é se manter no Santos como manager, apontando um nome mais jovem para realizar o trabalho de campo. Antônio Carlos vê a situação com alguma ressalva.

"Quando o time está dentro de campo, quem tem que se virar é o treinador. Lógico que você vai trocar ideias porque é uma pessoa experiente, mas no fim de tudo a decisão é do treinador. Se eu trabalhar com ele um dia, a decisão vai ser minha", disse. "Seria difícil eu como treinador de campo e ele falar alguma coisa do meu time. O manager vai atrás de contratações", afirma, com personalidade.

Feliz pelo Corinthians

Antônio Carlos, diretor de futebol do Corinthians de dezembro de 2007 até março de 2009, se sente também campeão da Copa do Brasil e do Campeonato Paulista, títulos conquistados pelo clube no primeiro semestre. Demissionário, Zago deixou o Parque São Jorge dias após a conturbada noitada de Ronaldo na boate Pop Drinks, em Presidente Prudente.

"Eu esperava terminar o projeto que começamos, que vai até o final do ano que vem, com Libertadores e disputando o Mundial de Clubes. Esperava participar e infelizmente aconteceram algumas coisas no meio do trabalho que me fizeram pedir demissão", disse. "Estou contente porque o que acontece hoje é reflexo do que eu fiz na minha passagem. Tenho uma parcela muito grande do que vem acontecendo".

As supostas rusgas com o treinador Mano Menezes, segundo Antônio Carlos, também não existem. "Tenho bom relacionamento com ele, mais profissional. Discutíamos as coisas que aconteciam no futebol. Eu tinha uma opinião, talvez ele tivesse outra, e nos acertávamos. Tanto que o clube vem colhendo os frutos", disse.

Amigo de infância do presidente Andrés Sanchez, Zago aposta no corintiano por mais tempo no cargo além do mandato, ao contrário do desejo manifesto de deixar a presidência ao fim de 2011. "Se puder se reeleger, ele vai tentar. A vida dele é o Corinthians, é um torcedor fanático e faz um bom trabalho".

Antônio Carlos confirma convite do Santos:
Fonte: Redação Terra
Publicidade