4 eventos ao vivo

Kardec supera expectativas de Kleina e faz Palmeiras jogar; veja números

7 ago 2013
09h32
atualizado às 09h32
  • separator
  • 0
  • comentários

Ele é um centroavante de 1,85 m de altura e forte no jogo aéreo. Mas apesar da marca de quatro gols em cinco jogos pelo Palmeiras, Alan Kardec passa longe de ser um mero finalizador no time alviverde. Movimentando-se sempre, recuando para trocar passes e servindo como pivô, o camisa 14 tem se saído "melhor que a encomenda" desde que entrou na equipe, como admite o próprio técnico Gilson Kleina.

Brasileiro Série B 2013Rodada 13

São CaetanoadsSão Caetano1
2PalmeirasPalmeirassep-l

  • Geovane 22 ' (1T)
  • Alan Kardec 10 ' (2T)
  • Henrique 14 ' (2T)
2013-08-06 22:30 GMT-000 (D) FinalizadoAnacleto Campanela

"Sem sombra de dúvida. Ele está mostrando futebol neste ano no Palmeiras. No Benfica ele não estava jogando, jogou muito pouco no Benfica B. É um jogador que entendeu que é contratação de peso, porém temos que avaliar todos os testes que ele fez. É assim que trabalho: que ele faça todo o trabalho para desempenhar o seu futebol. E acredito ainda que o Alan Kardec vai evoluir", avaliou o treinador, após a vitória por 2 a 1 sobre o São Caetano, na terça-feira.

Os números ajudam a mostrar como Kardec é participativo para um centroavante. Contra o São Caetano, foram 33 passes no total (27 certos e 6 errados), perdendo apenas para jogadores do setor defensivo, que costumam ficar mais tempo com a bola: Juninho (67 passes), Wesley (59), Márcio Araújo (41) e Luís Felipe (37). Do quarteto ofensivo, Kardec foi quem mais distribuiu o jogo - o armador do time, Mendieta, deu 31 passes, por exemplo (vale ressaltar que jogou 10 minutos a menos).

Outro dado que indica que ele não é só um mero finalizador é a posse de bola. Com 1min09s, Kardec foi o terceiro jogador do Palmeiras que mais tempo ficou com ela no pé - perdeu só para Juninho (2min37s) e Wesley (3min19s), que jogou como volante e foi o grande destaque na construção de jogadas.

Finalização, mesmo, Kardec só teve uma. E foi após driblar quatro adversários do São Caetano, produzindo o golaço que gerou o empate no Anacleto Campanella - Henrique faria depois o gol da vitória. Com tanta ajuda para o time e ainda uma média goleadora de respeito, não é de se admirar que Kleina tenha declarado após a partida que Alan Kardec, hoje, é titular absoluto do Palmeiras.

Confira os números de Alan Kardec contra o São Caetano, segundo o Footstats

Finalizações: 1 (1 gol)
Dribles: 2 certos
Passes: 27 certos e 6 errados
Faltas: 2 cometidas e 3 recebidas
Posse de bola: 1min09s

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade