3 eventos ao vivo
Logo do Brasileiro Série B
Foto: terra

Brasileiro Série B

Para brigar por título, Sport se reforça e busca competição entre elenco

16 jul 2013
12h02
atualizado às 12h03
  • separator
  • 0
  • comentários

O Sport começou bem a segunda etapa da Série B do Campeonato Brasileiro e conseguiu duas vitórias fora de casa após a Copa das Confederações. Mas o time sofreu quatro gols nas partidas contra Joinville e América-RN, e o atacante Felipe Azevedo vive um período longo sem marcar. Além disso, a recuperação de Roger e a contratação de Chumacero deixam pelo menos os volantes e o atacante com necessidade extra de mostrar serviço para garantir espaço na equipe.

Martelotte diz que objetivo do Sport é reconquistar o título da Série B
Martelotte diz que objetivo do Sport é reconquistar o título da Série B
Foto: Eduardo Amorim / Brisa Comunicação e Arte - Especial para o Terra

O adversário desta terça-feira (feriado de Nossa Senhora do Carmo, no Recife), a partir das 21h, na Ilha do Retiro, é o Avaí. O treinador Marcelo Martelotte deixa claro que o rival é um dos degraus na briga para retornar à elite do Campeonato Brasileiro como campeão.

“Ao final do campeonato, o objetivo é que a gente esteja não só no G4, mas brigando pelo título também”, disse. Para isso, ele quer contar com um elenco forte e que tenha condições de atuar toda a competição sem perda de rendimento.

O atacante Felipe Azevedo defende o esquema ofensivo que foi implantado após a saída de Roger do time. Sem tecer críticas ao camisa 9 do Sport, o atacante que - não marca desde a partida contra o Guaratinguetá - lembra que o treinador Marcelo Martelotte conhece suas características.

“(Martelotte) sabe que sou um jogador que mais perto da área posso estar rendendo um pouco mais, o fator principal da equipe estar bem é a movimentação dos quatro jogadores. Então, eu acho que a gente se movimenta muito, acho que é o fator principal e tomara que dê certo mesmo”, analisou.

O Sport está escalado com Magrão; Patric, Pereira, Tobi, Marcelo Cordeiro; Anderson Pedra, Renan Teixeira, Camilo, Lucas Lima; Felipe Azevedo e Marcos Aurélio. O quarteto ofensivo com dois meias e dois atacantes substitui um esquema que encaixou nos últimos jogos da Série B de 2012, mas que não foi capaz de garantir a ascensão do Sport para a elite do Brasileiro e tinha como atacantes justamente Felipe, Roger e Marcos Aurélio.

Renan Teixeira vem sendo aproveitado após voltar de contusão, mas agora terá mais um volante para brigar por posição
Renan Teixeira vem sendo aproveitado após voltar de contusão, mas agora terá mais um volante para brigar por posição
Foto: Eduardo Amorim

“Acho que o Marcelo confia em todo mundo que está no grupo. Vejo nele um cara justo, que vai sempre colocar o que no momento for melhor par ao Sport. Depois que eu voltei da lesão do joelho esse será meu décimo jogo”, elogia o volante Renan Teixeira, que vem tendo boas atuações - mas sofre por atuar na mesma posição de Anderson Pedra, que veio do Santa Cruz e é jogador de confiança de Martelotte, e Rithely (autor de três gols na última rodada e atleta que vem sendo mais reverenciado pela torcida nos últimos jogos, apesar de ter como característica principal a marcação e cobertura dos laterais).

Sobre a contratação do volante Chumacero, que vem sendo considerada a mais importante no futebol pernambucano nos últimos tempos, o atleta elogia. “Chega mais um jogador para a posição, a concorrência fica ainda maior. Mas o Marcelo me conhece, sabe que eu posso contribuir. E ele vai ter que chegar, se adaptar, coisa que não é tão simples e rápida. Mas isso é bom para o treinador e faz com que a qualidade eleve e faça com que ele tenha opções para colocar o melhor time em campo”, defende-se.

Fonte: Brisa Comunicação e Arte - Especial para o Terra Brisa Comunicação e Arte - Especial para o Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade