Brasileiro Série B

publicidade
12 de setembro de 2012 • 17h05 • atualizado às 17h38

Vaiado pela torcida, Felipe Amorim tem o apoio de Enderson Moreira

Mesmo após vencer o jogo da última terça, Felipe Amorim foi vaiado por parte da torcida
Foto: Rosiron Rodrigues / Divulgação

Substituído aos 22 minutos da etapa complementar, o meia Felipe Amorim foi vaiado por grande parte dos mais de 13 mil pagantes presentes no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. Nem mesmo o placar favorável - o Goiás já vencia o Criciúma por 1 a 0, condição que se manteve até o final da partida - amenizou a reação da torcida sobre o camisa 11 esmeraldino.

Visivelmente irritado, o jogador esbravejou quando caminhava em direção ao banco. O técnico Enderson Moreira amenizou a má atuação de Felipe, exaltando a função do jogador em sua equipe e pedindo calma ao jovem meia, de apenas 21 anos.

"O Felipe foi importante, puxou contra-ataques. Ele é um jogador importante, tem dado a volta por cima com grandes atuações e tem qualidade, tem que administrar isso. Não foi fácil para outros jogadores consagrados que passaram pela mesma situação, com ele não vai ser diferente", analisa. "Atacante vive de bons momentos, mas ele tem nossa confiança", garante.

Apesar das vaias, Felipe Amorim deve ser mantido na equipe titular que recebe o Atlético-PR às 16h (de Brasília) deste sábado, em confronto direto pelo G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva