PUBLICIDADE
Logo do

Portuguesa

Meu time

Cianorte repete Portuguesa e pleiteia vaga na Série C pela Justiça Comum

15 jan 2014 18h36
| atualizado às 18h36
ver comentários
Publicidade

A nova “onda” no futebol brasileiro, após o polêmico rebaixamento da Portuguesa à Série B, é de entrar na Justiça Comum para tentar reverter as decisões em âmbito desportivo. No Paraná o Cianorte vai fazer o mesmo.

O clube paranaense foi o quinto colocado na Série D de 2012 e, no ano passado, teve a garantida de que iria disputar a mesma divisão. Entretanto, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) mudou as regras e, mesmo com um ofício assinado pelo diretor de competições da CBF, Virgílio Costa Neto, não obteve êxito na reunião com a entidade.

Agora o Cianorte usa outro exemplo para justificar uma vaga que, dessa vez, é direto para a Série C. Em 2013, o Treze-PB, quinto lugar na Série D de 2011, conseguiu jogar a Série C após entrar na Justiça solicitando a vaga do Rio Branco-AC. O time acreano recorreu e a briga jurídica durou cerca de um ano. O caso só terminou com um acordo, que colocou as duas equipes na competição, deixando a Série C com 21 times.

No início desta semana, o departamento jurídico do time paranaense entrou – via Justiça Comum – requerendo essa vaga, utilizando o exemplo do Treze-PB. “A Federação Paranaense de Futebol, inclusive, nos incentivou a entrar com o processo e o nosso advogado é o mesmo da entidade”, afirmou Lucas Franzato, presidente do Cianorte.

O dirigente do Cianorte explica que só está tomando essa atitude por não ter tido sucesso em outros âmbitos. “O nosso processo foi julgado em todas as esferas desportivas e foi negado. Por isso entramos na Justiça Comum”, justifica Franzato.

O julgamento ainda não tem data definida e, de acordo com o clube paranaense, “espera que, em ano de Copa do Mundo, a entidade maior do futebol brasileiro consiga organizar de forma justa a terceira divisão de seu país”.

Fonte: PGTM Comunicação - Especial para o Terra PGTM Comunicação - Especial para o Terra
Publicidade
Publicidade