1 evento ao vivo
Logo do Brasileiro Série C
Foto: terra

Brasileiro Série C

Juliano desbanca Neneca e entra para a história do Guarani

12 ago 2013
14h55
atualizado às 14h55
  • separator
  • comentários

O empate com o Crac, no último domingo, em Catalão, pela nona rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, foi importante para o Guarani se manter na liderança do Grupo B e se aproximar cada vez mais da classificação à próxima fase. Um jogador, porém, comemorou ainda mais o resultado. Sem levar gols há 810 minutos, Juliano quebrou a marca de Neneca e se tornou o goleiro que mais tempo ficou invicto na história do clube.

<p>Juliano escreveu seu nome na história do Guarani no último domingo</p>
Juliano escreveu seu nome na história do Guarani no último domingo
Foto: Warley Menezes/Guarani FC / Divulgação

"O Neneca é ídolo da torcida e meu também. Fico feliz por seguir os passos deles, uma pessoa que me ensinou muita coisa. É uma honra atingir uma marca como esta", afirmou Juliano depois da partida.

Goleiro titular na campanha do título brasileiro de 1978, Neneca era quem havia ficado mais tempo sem levar gols com a camisa bugrina - 777 minutos. A marca foi quebrada por Juliano neste domingo e, apesar de ter escrito seu nome na história do Guarani, o goleiro preferiu comemorar o resultado importante conquistado fora de casa.

"Estou mais feliz pelo ponto conquistado aqui do que qualquer outra coisa. Foi um jogo difícil, o Crac mostrou que tem uma equipe qualificada e condições de reagir no campeonato. Lógico que é bacana atingir um recorde deste num grande clube como o Guarani, só que o mais importante neste momento foi o ponto que levamos para casa", comemorou o camisa 1 alviverde.

Juliano Aparecido dos Santos tem 24 anos e foi revelado nas categorias de base do Guarani, mas somente no segundo semestre de 2013 que conseguiu se firmar como titular. Depois de ser emprestado para Votoraty e CRB, o goleiro voltou e vinha ficando os últimos anos na reserva.

Ganhou a condição de titular depois da chegada do técnico Tarcísio Pugliese e desde então não saiu mais, mostrando que merece vestir a camisa 1 alviverde. Na Série C, foram nove jogos - contra Madureira, Macaé, Caxias, Grêmio Barueri, Mogi Mirim, Betim, Vila Nova, Duque de Caxias e Crac - e nenhum gol tomado. Ao lado do Tiradentes-CE, que disputa a Série D, o Guarani tem a melhor defesa do futebol brasileiro.

Fonte: André Regi Esmeriz - Especial para o Terra André Regi Esmeriz - Especial para o Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade