Boletim

 Fale conosco
Série A
Quinta, 1 de dezembro de 2005, 19h53  Atualizada às 20h02
STJD mantém decisão de anulação dos jogos
 
 Últimas de Série A
» Situação de Wágner Diniz preocupa CRB
» Liminha comandará Flamengo no início do Estadual
» Zagueiro Rodrigo desconhece oferta do Corinthians
» Palmeiras renova com goleiro Diego Cavalieri
Busca
Busque outras notícias no Terra:
O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu, na noite desta quinta-feira, por unanimidade, manter a decisão de anular as 11 partidas apitadas pelo árbitro Edilson Pereira de Carvalho.

Com isso, o Inter continuará tendo que vencer o Coritiba, fora de casa, neste domingo, e torcer por uma derrota do Corinthians para o Goiás, também no domingo, no Serra Dourada. Os dois jogos começam às 16h.

Além dessa combinação de resultados, o Inter terá que tirar uma diferença de cinco gols de saldo, a favor do Corinthians.

O vice-presidente jurídico do Internacional, Luis Antônio Lopes, afirmou que o clube gaúcho recorrerá a outras instâncias para vencer a competição.

"Estamos brigando aqui hoje e, domingo, lutaremos no campo. Caso a diferença entre Inter e Corinthians continue a mesma após os jogos de domingo, recorreremos à Fifa e, até, à Justiça comum", disse, revoltado, antes do julgamento começar.

Momentos antes do início do julgamento, o clube gaúcho entrou com uma preliminar de impedimento, pedindo para que a sessão não fosse presidida por Luiz Zveiter.

O Inter alegava que, como o presidente do STJD havia se pronunciado sobre o processo antes do início do julgamento, ele não deveria comandar o caso. O pedido foi negado por unanimidade.

Pelo outro lado, a procuradoria do STJD entrou com uma liminar alegando que o interesse do Internacional no processo não era relevante, porque seu jogo remarcado, contra o Coritiba, terminou com o mesmo placar da partida cancelada (os gaúchos venceram por 3 a 2). A solicitação também foi negada por unanimidade.
 

Redação Terra