Boletim

 Fale conosco
Série B
Sexta, 2 de junho de 2006, 12h43 
Edinho Torres renuncia à candidatura no Guarani
 
 Últimas de Série B
» Goleador da Série B está perto do Atlético-MG
» Recordista de público, Atlético-MG ganha taça no RJ
» Atlético-MG coloca três na seleção da Série B
» Jogadores movem ação contra Paysandu
Busca
Busque outras notícias no Terra:
Edinho Torres abdicou de sua candidatura à presidência do Guarani. Com isso, o candidato da oposição, Leonel Martins de Oliveira, tem caminho livre para assumir o posto.

Confira a classificação
Veja o site do Brasileiro 2006

Torres estava no comando do clube desde o término do Campeonato Paulista deste ano. Ele assumiu interinamente a presidência após a renúncia de José Luiz Lourencetti.

O candidato da situação entregou a carta de renúncia ao presidente do Conselho Deliberativo, Carlos Tozzi, nesta sexta-feira, depois de ver seu nome envolvido em denúncias de adulterações no cadastro de sócios.

O dirigente só irá se pronunciar após o jogo entre Portuguesa e Guarani, na noite desta sexta, pela Série B do Campeonato Brasileiro.

Na quarta-feira, o delegado Hamilton Caviolla, do 10º DP de Campinas, apreendeu documentos e computadores que continham a lista de sócios.

A funcionária do Guarani Dirce Britto revelou que recebeu ordens do administrador da WP Intermediações de Negócios Carlos Varani - empresa contratada pelo clube para vender títulos do clube - para alterar as datas de admissão das fichas de inscrição de alguns sócios.

Com as adulterações feitas, alguns sócios teriam um ano de clube, exigência estatuária para que os associados possam votar nas eleições da próxima segunda-feira.

Em entrevista à agência Anhangüera de Notícias, o delegado afirmou que Varani alegou inocência acusou a funcionária de estar mentindo.

O nome de Torres e Lourencetti foram citados no depoimento do ex-funcionário da WP Marcos Paulo Nakano. Eles teriam participado de uma reunião em que foram solicitadas as alterações no cadastro.


 

Lancepress!