Boletim

 Fale conosco
Série A
Sábado, 15 de julho de 2006, 17h55 
Botafogo goleia Ponte Preta e respira
 
Agência Lance
Dodô fez o segundo e o quarto gols do Botafogo na partida
Dodô fez o segundo e o quarto gols do Botafogo na partida
 Últimas de Série A
» São Paulo contrata meia Hugo, diz jornal
» Internautas põem cinco são-paulinos na seleção do Brasileiro
» Artilheiro Souza afirma que quer sair do Goiás
» Internautas elegem Renato, do Fla, o melhor do Brasileiro
Busca
Busque outras notícias no Terra:
O Botafogo derrotou a Ponte Preta de virada, neste sábado, em Volta Redonda, e conseguiu ganhar certa distância das últimas colocações do Campeonato Brasileiro. A equipe do técnico Cuca saiu atrás no marcador, mas chegou ao triunfo por 4 a 1, gols de Zé Roberto, Dodô (2) e Claiton.

Veja reportagem em vídeo
Veja fotos do jogo
Confira a classificação
Veja os artilheiros
Veja o site do Brasileiro 2006

Com o resultado, o time carioca passou a somar 14 pontos e assumiu, ainda que provisoriamente, a 14ª posição da competição. A Ponte Preta tem a mesma pontuação, mas está imediatamente à frente, pois registra uma vitória a mais que o adversário desta sexta.

Quem começou melhor foi a equipe paulista. Logo aos 2min, Almir aproveitou erro na saída de bola do Botafogo e tocou para Tuto, que bateu na saída do goleiro Max e abriu a contagem.

O resultado persistiu até os 14min da etapa final, quando Zé Roberto recebeu de Reinaldo e bateu forte para empatar. A situação dos cariocas ficou mais fácil quando Nei recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, aos 24min.

O Botafogo, então, passou a pressionar em busca da virada. Aos 31min, Claiton deu belo passe a Dodô, que tocou de bico na saída de Jean. Dez minutos depois, Claiton recebeu em contra-ataque e bateu de fora da área para ampliar. Já nos acréscimos, Dodô, novo artilheiro da competição, fechou a contagem.

As duas equipes voltam a campo no próximo domingo, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Enquanto os paulistas tentam a reabilitação em casa, diante do São Paulo, os cariocas medem forças com o Internacional, em Porto Alegre.

O jogo

O confronto representou uma importante marca para o goleiro Max. Há quatro anos no Botafogo, ele é atleta mais antigo do atual elenco. Neste sábado, ele substituiu Lopes, que cumpriu suspensão, e completou 100 partidas com a camisa do Botafogo e atuou com um uniforme especial com o centenário número.

Entretanto, pouco pôde fazer para evitar o gol da Ponte Preta logo no início da partida. Revelado nas categorias de base do Botafogo, o apoiador Almir, grande destaque da Ponte Preta, fez um primoroso lançamento para Tuto, que tocou na saída de Max.

Apesar do balde de água fria, o Botafogo não sentiu o gol e tomou as rédeas da partida. Mas encontrou dificuldades para furar o bloqueio da Ponte Preta, que se fechou após o gol. O Botafogo pressionava, mas não chegava.

Cuca sacou Ataliba, muito vaiado, para a entrada de Diguinho, na tentativa de dar velocidade à saída de bola. A mudança melhorou a movimentação no meio-campo, mas a equipe não conseguiu ameaçar de maneira concreta a meta de Jean.

Preocupado, Cuca mudou o esquema da equipe no segundo tempo. O Botafogo voltou do intervalo com Marcelinho no lugar de Capixaba. No 4-3-3, a equipe arriscou tudo em busca da vitória. Entretanto, a Ponte Preta continuou assustando. Renegado pelo Botafogo, Almir estava numa tarde inspirada.

Os três atacantes do Botafogo demoraram a se encontrar. Aos 10min, Zé Roberto fez um bom cruzamento, mas a bola passou por Dodô, Reinaldo e Marcelinho. Quatro minutos depois, a equipe achou uma brecha na retranca adversária. Zé Roberto recebeu de Reinaldo e tocou na saída de Jean: 1 a 1.

O Botafogo cresceu na partida e quase desempatou com o artilheiro Dodô, mas Jean fez uma excelente defesa. Marcelinho entrou na partida e colocou a defesa adversária para correr. Ele sofreu muitas faltas e, de uma delas, saiu a expulsão de Nei.

Aproveitando-se da vantagem numérica, o Botafogo virou a partida com Dodô. Ele recebeu um belo lançamento de Claiton e tocou de bico na saída de Jean. O artilheiro retribuiu o passe para Claiton, um dos melhores jogadores em campo.

Ele colocou a bola no canto esquerdo e fez um golaço. Dodô, inspirado, recebeu de Felipe Adão, driblou Jean e fechou a goleada de 4 a 1. Foi o nono gol do atacante, que assumiu a artilharia do Brasileiro .

Na próxima rodada do Brasileiro, o Botafogo enfrentará o Internacional, dia 23 de julho, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. A equipe gaúcha é considerada uma das favoritas ao título da competição.

Ficha Técnica
Botafogo 4 x 1 Ponte Preta
Equipes
Max
Capixaba
(Marcelinho)
Rafael Marques
Scheidt
Júnior César
Joílson
Ataliba
(Diguinho)
Claiton
Zé Roberto
Reinaldo
(Felipe Adão)
Dodô

Técnico:
Cuca

Jean
Thiago Matias
Preto
Luis Carlos
Nei
Carlinhos
(Juliano)
Ricardo Conceição
Tuto
(Danilo)
Almir
Iran
(Dionísio)
Luís Mário

Técnico:
Marco Aurélio

Gols

14min - 2° tempo
Zé Roberto
31min - 2º tempo
Dodô
41min - 2º tempo
Claiton
46min - 2º tempo
Dodô

2min - 1 ° tempo
Tuto
Cartões Amarelos
Scheidt
Júnior César
Luis Carlos
Ricardo Conceição
Dionísio
Cartões Vermelhos
  Nei
Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Árbitro: Antônio Hora Filho (SE)

 
Redação Terra