Boletim

 Fale conosco
Série A
Quarta, 30 de agosto de 2006, 18h51  Atualizada às 19h24
Corinthians contrata Amoroso e Magrão e dispensa argentinos
 
 Últimas de Série A
» São Paulo contrata meia Hugo, diz jornal
» Internautas põem cinco são-paulinos na seleção do Brasileiro
» Artilheiro Souza afirma que quer sair do Goiás
» Internautas elegem Renato, do Fla, o melhor do Brasileiro
Busca
Busque outras notícias no Terra:
O Corinthians não tem mais nenhum argentino em seu elenco profissional. Acabou nesta quarta-feira o ciclo do zagueiro Sebá Domínguez, do volante Javier Mascherano e do atacante Carlos Tevez no clube do Parque São Jorge.

Opine: o que você achou da decisão?
Corinthians acerta com o volante Magrão
Corinthians contrata atacante Amoroso

A informação é do presidente da agremiação, Alberto Dualib, que está na Europa para negociar esses atletas e acertar reforços para o restante da temporada. Nesta quarta-feira, já foram anunciadas as contratações do volante Magrão e do atacante Amoroso.

Tevez e Mascherano já haviam abandonado o clube sem dar maiores explicações, mas Sebá esperava continuar no time. Ele estava concentrado para enfrentar o São Caetano, no Anacleto Campanella, mas foi comunicado pelo técnico Emerson Leão que não faz mais parte de seus planos.

Desde que assumiu o comando alvinegro, o ex-goleiro não fez a menor questão de demonstrar simpatia pelos argentinos. Sua primeira atitude no cargo de treinador foi tirar a faixa de capitão de Tevez, citando os problemas de dicção no camisa 10 como justificativa, e entregá-la ao zagueiro Betão.

Era o pretexto que o atacante queria para, menos de uma semana depois da chegada de Leão, anunciar o fim de seu ciclo no Parque São Jorge e partir para a Argentina. Na última segunda, foi a vez de Mascherano, expulso no jogo contra o Grêmio, tomar atitude semelhante.

Com a saída dos dois jogadores da seleção alviceleste e do zagueiro Sebá, o goleiro chileno Johnny Herrera é o único estrangeiro remanescente no elenco corintiano. Resta saber quanto tempo vai durar sua estadia no Brasil, uma vez que ele não vem sendo aproveitado.
 

Redação Terra