Boletim

 Fale conosco
Série A
Sábado, 2 de setembro de 2006, 17h56  Atualizada às 23h39
No fim, Cruzeiro arranca empate do Figueirense
 
Futura Press
Cruzeiro sofreu para buscar o empate contra o Figueirense
Cruzeiro sofreu para buscar o empate contra o Figueirense
 Últimas de Série A
» São Paulo contrata meia Hugo, diz jornal
» Internautas põem cinco são-paulinos na seleção do Brasileiro
» Artilheiro Souza afirma que quer sair do Goiás
» Internautas elegem Renato, do Fla, o melhor do Brasileiro
Busca
Busque outras notícias no Terra:
O Cruzeiro precisou de um pênalti aos 44min do segundo tempo para empatar com o Figueirense, neste sábado. Ao fim do duelo entre os técnicos irmãos Oswaldo de Oliveira e Waldemar Lemos, o placar do Mineirão apontou 2 a 2.

Veja fotos da rodada
Confira reportagem em vídeo
Comente a rodada
Veja a classificação
Confira os artilheiros
Veja o site do Brasileiro 2006

Com o resultado, o time celeste passou a somar 31 pontos e se manteve, pelo menos até o complemento da 22ª rodada, na oitava colocação. Já os catarinenses chegaram aos 32 e passaram a ocupar o sexto lugar.

O Figueirense começou melhor e abriu o placar aos 22min do primeiro tempo, quando Soares recebeu de Schwenck, driblou o goleiro Lauro e completou. O empate do Cruzeiro chegou com Teco, que ficou com sobra após cobrança de escanteio e balançou a rede aos 2min da etapa final.

No lance seguinte, no entanto, o time de Waldemar Lemos voltou a passar à frente, com Schwenck. Aos 3min, o novo artilheiro do Campeonato Brasileiro, com dez gols, recebeu na área e acertou o ângulo esquerdo de Lauro.

A vantagem alvinegra foi mantida até os 44min, quando Vinícius colocou a mão na bola dentro da área. Geovanni se posicionou para a cobrança e acertou o canto direito de Andrey, que não alcançou.

As duas equipes voltam a campo, pela 23ª rodada do Nacional, no próximo final de semana. Enquanto o Figueirense joga em casa contra o Goiás, o Cruzeiro vai a Caxias do Sul enfrentar o Juventude.

O jogo

Logo no início da partida, o goleiro cruzeirense Lauro percebeu que não teria vida fácil e viu, aos 3min, Schwenck bater forte e acertar seu travessa. Sandro e Francismar responderam, mas mostraram não estar com a pontaria em dia.

Assim, foi a equipe catarinense quem abriu o placar em jogada que envolveu os três goleadores da equipe catarinense. Aos 22min, Cícero recebeu de Soares e tocou para Schwenck, que devolveu para Soares. O jogador driblou Lauro e balançou a rede.

Sem mudanças nas equipes no intervalo, Teco começou o que parecia ser a reação dos donos da casa, aos 2min da etapa final. Após cobrança de escanteio de Francismar, o zagueiro mandou entre as pernas do marcador e rasteira no canto esquerdo de Andrey.

Os torcedores celestes, no entanto, não tiveram tempo para comemorar. Um minuto depois do empate, Schwenck assumiu a artilharia isolada do Brasileiro com belíssimo gol. Ele recebeu toque de cabeça de Cícero e, de primeira, não deu chances para Lauro.

O Cruzeiro partiu para cima e Élber perdeu inúmeras chances, até mesmo uma cabeçada sozinho, de frente para Andrey. Já aos 44min, o zagueiro Vinícius colaborou ao colocar a mão na bola dentro da área. Geovanni converteu o pênalti e igualou definitivamente o marcador.

Ficha Técnica
Cruzeiro 2 x 2 Figueirense
Equipes
Lauro
Luizão
Gladstone
Teco
Michel
(Carlinhos Bala)
Élson
Francismar
(Kerlon)
Wágner
Sandro
Geovanni
Élber

Técnico:
Oswaldo de Oliveira

Andrey
Flávio
Thiago Prado
Chicão
Edson
Rodrigo Souto
Carlos Alberto
Marquinhos Paraná
Cícero
Schwenck
(Luciano Sorriso)
Soares
(Samir)

Técnico:
Waldemar Lemos

Gols

2min - 2° tempo
Teco
44min - 2º tempo
Geovanni

22min - 1° tempo
Soares
3min - 2º tempo
Schwenck
Cartões Amarelos
Élson
Sandro
Flávio
Rodrigo Souto
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Sérgio da Silva Carvalho (DF)
Público e renda: 3.978 pagantes e R$ 40.357,50

 
Redação Terra