Boletim

 Fale conosco
Série A
Quinta, 5 de outubro de 2006, 22h26 
Botafogo vence o Santa Cruz e chega entre os dez
 
Ricardo Ayres/Photocamera/Divulgação
Claiton (de costas) comemora gol do Botafogo com Ruy
Claiton (de costas) comemora gol do Botafogo com Ruy
 Últimas de Série A
» São Paulo contrata meia Hugo, diz jornal
» Internautas põem cinco são-paulinos na seleção do Brasileiro
» Artilheiro Souza afirma que quer sair do Goiás
» Internautas elegem Renato, do Fla, o melhor do Brasileiro
Busca
Busque outras notícias no Terra:
O Botafogo derrotou o Santa Cruz por 3 a 0, na noite desta quinta-feira, no Maracanã, e já figura entre os dez melhores times do Campeonato Brasileiro.

Veja reportagem em vídeo
Veja fotos da rodada
Comente a rodada
Confira a classificação
Veja os artilheiros
Veja o site do Brasileiro 2006

Com o resultado, o time chegou a 37 pontos, na nona posição. O Santa Cruz, por sua vez, continua na lanterna, com 24 pontos.

O jogo serviu para colocar o Botafogo à frente de Flamengo e Fluminense na classificação. Agora, o antes favorito time tricolor das Laranjeiras, que chegou a liderar a competição, é o pior time do Rio de Janeiro.

A partida contra o Santa Cruz encerrou a seqüência de três jogos do time alvinegro em casa com saldo positivo: sete pontos somados com as vitórias sobre Juventude (2 a 1) e Santa Cruz (3 a 0), além do empate sem gols com o Vasco.

O Botafogo começou pressionando e o resultado saiu logo aos 8min, quando Reinaldo abriu o placar do jogo. Claiton levantou a bola na área, o atacante alvinegro ajeitou com o braço e chutou forte para o gol de Guto, que aceitou.

Depois do gol irregular, o Botafogo continuou com o domínio da partida. Claiton, Zé Roberto e Reinaldo eram os destaques. O Santa Cruz não ameaçava o gol de Lopes e só chegava à área em impedimento.

Mas, se o jogo parecia fácil para a equipe alvinegra carioca, Rafael Marques fez o favor de complicá-lo. Aos 27min, o defensor, que já tinha cartão amarelo, cometeu dura falta em Jorge Henrique e foi corretamente expulso.

Com um a menos, o técnico Cuca teve de recompor sua defesa e tirou o apoiador Maicon para entrada do zagueiro Felipe Saad. Maicon fazia sua estréia com a camisa alvinegra.

A superioridade numérica animou a equipe pernambucana, que passou a se arriscar mais ao ataque. O camisa 10 Jorge Henrique era o jogador mais perigoso do Santa. O Botafogo simplesmente parou de jogar.

O Botafogo voltou melhor no segundo tempo. Mas os jogadores pareciam não se entender e erravam muito. Aos 7min, Cuca, que já havia trocado Diguinho por Juca, teve de tirar Ruy, que saiu com dores na coxa esquerda. O estreante Dida entrou em seu lugar.

Modificado, o time alvinegro limitou-se a se defender para segurar o resultado. Assim, as melhores chances do time da casa vinham em cobranças de falta. À exceção de uma boa tabelinha de Claiton com Zé Roberto, que errou o chute com gol vazio.

Mesmo errando muito, o Botafogo ainda conseguiu ampliar o placar aos 38min, com Juca. O jogador cobrou falta com categoria e acertou uma bomba no canto direito de Guto.

Aos 44min, Zé Roberto fechou a vitória alvinegra. Bill entrou na área pela esquerda, chutou cruzado, o goleiro espalmou e apoiador escorou de cabeça para o gol.

Na próxima rodada, o Botafogo vai a Florianópolis desafiar o Figueirense, no domingo, às 18h10. No mesmo dia, às 16h, o Santa Cruz recebe o Paraná.

Ficha Técnica
Botafogo 3 x 0 Santa Cruz
Equipes
Lopes
Ruy
(Dida)
Rafael Marques
Juninho
Bill
Diguinho
(Juca)
Claiton
Thiago Marin
Zé Roberto
Reinaldo
Maicon
(Felipe Saad)

Técnico:
Cuca

Guto
Osmar
Adriano
Zé Adriano
Paulo Rodrigues
Bruno Lança
Augusto Recife
(Washington)
Wilson Surubim
(Mirandinha)
Jorge Henrique
(Edson Di)
Nenê
Márcio Mixirica

Técnico:
Fito Neves

Gols

8min - 1º tempo
Reinaldo

 
Cartões Amarelos
Bill
Zé Roberto
Zé Adriano
Augusto Recife
Jorge Henrique
Cartões Vermelhos
Rafael Marques
 
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Lourival Dias Lima Filho (BA)
Público e renda: 6.514 pagantes e R$ 69.142,00

Com Lancepress
 

Redação Terra