Boletim

 Fale conosco
Série A
Quarta, 1 de novembro de 2006, 21h22 
Atlético-PR bate Vasco após quatro viradas e sonha
 
Orlando Kissner/Agência Estado
Pedro Oldoni comemora o sexto gol Atlético-PR sobre o Vasco
Pedro Oldoni comemora o sexto gol Atlético-PR sobre o Vasco
 Últimas de Série A
» São Paulo contrata meia Hugo, diz jornal
» Internautas põem cinco são-paulinos na seleção do Brasileiro
» Artilheiro Souza afirma que quer sair do Goiás
» Internautas elegem Renato, do Fla, o melhor do Brasileiro
Busca
Busque outras notícias no Terra:
Num jogo de quatro viradas de placar, o Atlético-PR venceu o Vasco por 6 a 4, na noite desta quarta-feira, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Veja reportagem em vídeo
Veja fotos da rodada
Confira a classificação
Veja os artilheiros
Veja o site do Brasileiro 2006

A vitória heróica faz o time paranaense, que vive excelente fase e é semifinalista da Copa Sul-Americana, a começar a sonhar com uma vaga na Libertadores. O time já é o sétimo colocado, com 46, quatro a menos que o Vasco, que estaria garantido na competição continental, caso o Campeonato Brasileiro terminasse hoje.

Jogando em casa, a equipe rubro-negra sai na frente com Evanílson. Ramón e Andrade viraram para o Vasco. Marcos Aurélio marcou duas vezes e fez 3 a 2 para o Atlético-PR. Leandro Amaral e Andrade, de novo, colocaram o Vasco em vantagem de 4 a 3. Danilo, Ferreira e Pedro Oldoni decretaram a vitória atleticana.

Chuva de gols

O Atlético-PR começou dominando e o primeiro gol do jogo não demorou a sair. Aos nove minutos, Michel fez jogada pela esquerda e cruzou para a área. Paulo Rink impediu o gol de Marcos Aurélio, mas a bola sobrou para Evanílson, que consertou o erro do companheiro e chutou de primeira, acertando o ângulo esquerdo de Cássio.

Aos 12min, o Vasco perdeu grande chance de empatar a partida devido a um erro de arbitragem. Danilo derrubou Jean dentro da área, mas Luís Marcelo Cansian não marcou pênalti.

Mas o equívoco do árbitro fez o time da Colina crescer na partida e igualar o placar aos 17min. Após cobrança curta e rápida de escanteio pela esquerda, Ramon ajeitou e acertou chute colocado, sem chance para o goleiro Cléber.

O jogo estava equilibrado, com chances para os dois lados. Mas o Vasco mostrou que entende de bola parada e virou a partida aos 42min. Andrade bateu com efeito, a bola passou por Cléber e entrou no gol.

A exemplo da etapa inicial, o Atlético-PR começou melhor no segundo tempo e chegou ao gol logo aos oito minutos. Após falha de Ygor, Marcos Aurélio recebeu na esquerda, dominou, ajeitou e chutou forte no canto direito do goleiro Cássio para empatar a partida.

E a pressão do time paranaense continuou e os 17min, a equipe paranaense virou o placar na Arena da Baixada. Após nova bobeira da defesa vascaína, Marcos Aurélio, de novo, recebeu bom passe na área e tocou na saída do goleiro Cássio.

Mas o Vasco não estava morto e voltou a empatar a partida aos 22min. Leandro Amaral recebeu bom passe de Ramon, invadiu a área e chutou para o gol de Cléber. Depois do "Tô doido", Leandro Amaral, Jean e Mádson comemoram com a "Dança do Siri".

E a equipe cruz-maltina mostrou que é o time da virada e marcou o quarto gol da partida aos 27min, após nova cobrança de falta de Andrade.

Enquanto os vascaínos ainda comemoravam a virada, o Atlético-PR acabou com a festa ao empatar novamente a partida, aos 32min. Cobrança de falta da direita, Danilo subiu mais que toda a zaga e cabeceou firme para o fundo da rede.

Mas para o time da casa, o empate não estava de bom tamanho e o Atlético-PR tomou para si o título de "time da virada" ao chegar ao quinto gol. Aos 34min, Evanílson cruzou para a grande área, desta vez Ferreira subiu e, de cabeça, desempatou a emocionante partida na Arena da Baixada.

O Atlético-PR ainda ampliou a vantagem aos 47min. Pedro Oldoni recebeu na área e chutou cruzado para o gol de Cássio.

Na próxima rodada, no sábado, o Atlético-PR vai ao Rio e pega o Flamengo, às 18h10. No domingo, o Vasco vai ao Mineirão encarar Cruzeiro, 16h.

Ficha Técnica
Atlético-PR 6 x 4 Vasco
Equipes
Cléber
Evanílson
Danilo
João Leonardo
Michel
Erandir
(Valber)
Alan Bahia
Cristian
(William)
Ferreira
Paulo Rink
Marcos Aurélio


Técnico:
Oswaldo Alvarez

Cássio
Thiago Maciel
(Wagner Diniz)
Jorge Luiz
Dudar
Diego
Ygor
Andrade
(Fábio Junior)
Coutinho
(Madson)
Ramon
Jean
Leandro Amaral

Técnico:
Renato Gaúcho

Gols

9min - 1º tempo
Evanílson
8min - 2º tempo
Marcos Aurélio
16min - 2º tempo
Marcos Aurélio
31min - 2º tempo
Danilo
33min - 2º tempo
Ferreira
47min - 2º tempo
Pedro Oldoni

17min - 1º tempo
Ramón
42min - 2º tempo
Andrade
23min - 2º tempo
Leandro Amaral
27min - 2º tempo
Andrade

Cartões Amarelos
Paulo Rink
Dudar
Local: Estádio Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Luís Vicentin Cansian (SP)


 

Redação Terra