Boletim

 Fale conosco
Série A
Quarta, 1 de novembro de 2006, 23h43 
São Caetano e Flu empatam e seguem em perigo
 
Fotocom/Divulgação
Pedrinho celebra primeiro gol com a camisa do Fluminense
Pedrinho celebra primeiro gol com a camisa do Fluminense
 Últimas de Série A
» São Paulo contrata meia Hugo, diz jornal
» Internautas põem cinco são-paulinos na seleção do Brasileiro
» Artilheiro Souza afirma que quer sair do Goiás
» Internautas elegem Renato, do Fla, o melhor do Brasileiro
Busca
Busque outras notícias no Terra:
São Caetano e Fluminense empataram por 1 a 1, na noite desta quarta-feira, em São Caetano, e continuam correndo sério risco de cair à Série B do Campeonato Brasileiro.

Veja reportagem em vídeo
Confira fotos da rodada
Confira a classificação
Veja os artilheiros
Veja o site do Brasileiro 2006

Com o resultado, o time do ABC continua na vice-lanterna, com 27 pontos, e está praticamente rebaixado. O Flu, o 16º, tem 36, três a mais que a Ponte Preta, a primeira dentre as que caem para a segunda divisão.

A equipe carioca chegou à décima partida consecutiva sem vitória, enquanto o time do ABC paulista amarga um jejum de 14 partidas sem triunfos. Coincidentemente ou não, Fluminense e São Caetano trocaram de técnico seis vezes nesta temporada.

O jogo começou com baixo nível técnico e sem fortes emoções. O Fluminense era um pouco melhor, principalmente quando a bola estava nos pés de Arouca e Pedrinho. E o São Caetano tornou a vida do time tricolor ainda mais fácil aos 29min, quando Triguinho, que já tinha cartão amarelo, deu uma entrada dura em Neto - que teve de ser substituído por Rogério - e foi corretamente expulso.

A equipe carioca soube aproveitar a vantagem numérica e abriu o placar do Anacleto Campanella aos 38min. Pedrinho recebeu de Marcelo na meia-lua, fez linda jogada ao driblar os zagueiros, dominar e chutar para o gol do time do ABC. Foi o primeiro gol dele com camisa tricolor.

Mas a alegria do Fluminense não duraria muito tempo. Aos 42min, o São Caetano chegou ao empate após falha da defesa tricolor. Márcio, sozinho, chutou forte de fora da área, Fernando Henrique falhou ao tentar espalmar e meteu a bola para dentro do próprio gol.

No segundo tempo, as duas equipes passaram a jogar com dez atletas em campo. Gabriel Santos, que acabara de receber o cartão amarelo, fez falta em Leandro Lima e foi expulso pelo árbitro Sérgio da Silva Carvalho aos 10min.

Com dez jogadores, o Fluminense subiu de produção e quase marcou duas vezes com o estreante André Moritz, 20 anos, que mostrou grande potência em seus chutes. A equipe carioca ainda foi prejudicada pela arbitragem aos 32min, quando Thiago Silva caiu na área e o bandeirinha assinalou impedimento do tricolor em vez de dar o pênalti em cima dele.

O Fluminense continuou com mais volume de jogo até o fim, merecendo o gol da vitória, que acabou não saindo. No fim, o árbitro marcou outro impedimento inexistente, desta vez, em jogada de Pedrinho.

Na próxima rodada, o São Caetano faz outro jogo de desesperados, desta vez, contra a Ponte Preta, no domingo, às 16h, no Moisés Lucarelli. Enquanto isso, o Fluminense fará o clássico com o Botafogo, às 18h10, no Maracanã.

Na próxima rodada o São Caetano faz outro jogo de desesperados, desta vez contra a Ponte Preta, em Campinas. O Fluminense faz clássico contra o Botafogo.

Ficha Técnica
São Caetano 1 x 1 Fluminense
Equipes
Mauro
Alessandro
Gustavo
Júlio César
Triguinho
Daniel
Márcio Hahn
Marabá
(Dinelson)
Leandro Lima
Martin
(Madson)
Gustavo Gaúcho
(Lucas | )

Técnico:
Dorival Júnior

Fernando Henrique
Gabriel Santos
Marcão
Thiago Silva
Neto
(Rogério)
Arouca
André Moritz
(Juliano)
Pedrinho
Marcelo
Lenny
(Henrique)
Tuta

Técnico:
Paulo C. Gusmão

Gols

42min - 1º tempo
Márcio

38min - 1º tempo
Pedrinho
Cartões Amarelos
Gustavo
Júlio César
Dinelson
Lucas
Thiago Silva
Neto
Arouca
Juliano
Pedrinho
Lenny
Cartões Vermelhos
Triguinho
Gabriel Santos
Local: Estádio A. Campanella, em São Caetano do Sul (SP)
Árbitro: Sérgio da Silva Carvalho (DF)
Público e renda: 861 pagantes e R$ 7.475,00

Com Lancepress
 

Redação Terra