Boletim

 Fale conosco
Série A
Terça, 7 de novembro de 2006, 12h14 
"Não quero jogar por nome", diz Marcos
 
 Últimas de Série A
» São Paulo contrata meia Hugo, diz jornal
» Internautas põem cinco são-paulinos na seleção do Brasileiro
» Artilheiro Souza afirma que quer sair do Goiás
» Internautas elegem Renato, do Fla, o melhor do Brasileiro
Busca
Busque outras notícias no Terra:
O goleiro Marcos, do Palmeiras, afirmou que deixou o técnico Jair Picerni livre para tomar a decisão de retirá-lo da equipe e recolocar Diego Cavalieri como titular jogo contra o Fortaleza, nesta quarta-feira, no Parque Antarctica.

Edmundo deixa coletivo mais cedo
Picerni barra Marcos e mais três
Volante lamenta saída de Tite

"Não é momento para vaidade. Quero jogar por merecimento e não por nome", disse Marcos, que foi retirado da equipe titular no treino desta terça-feira, na Academia de Futebol.

O goleiro da conquista do pentacampeonato afirmou que conversou com Picerni antes do treino para deixar o treinador livre para uma decisão.

"Tenho de fazer aquilo que meu coração manda. Não pedi para ficar fora, mas apenas disse que a condição do momento podia atrapalhar um pouco. Fiz isso para deixar ele tranqüilo para me escalar ou o Diego", completou.

Marcos voltou ao gol do Palmeiras na derrota contra o Goiás e falhou na partida seguinte em um dos gols da derrota para o Paraná Clube. "A experiência poderia ajudar nas duas partidas que fiz, mas vi que não ajudou", desabafou.


 

Redação Terra