Boletim

 Fale conosco
Série A
Domingo, 12 de novembro de 2006, 19h53  Atualizada às 21h45
Edmundo se isola como 3º maior artilheiro dos brasileiros
 
 Últimas de Série A
» São Paulo contrata meia Hugo, diz jornal
» Internautas põem cinco são-paulinos na seleção do Brasileiro
» Artilheiro Souza afirma que quer sair do Goiás
» Internautas elegem Renato, do Fla, o melhor do Brasileiro
Busca
Busque outras notícias no Terra:
Quando marcou o primeiro gol do Palmeiras, aos 24min do primeiro tempo na vitória por 2 a 1 sobre o Botafogo, neste domingo, o atacante Edmundo se tornou o terceiro maior artilheiro da história do Brasileiro. Com 136 gols, ele só está atrás de Roberto Dinamite, que tem 190 gols, e Romário, que marcou 152 vezes.

"O gol em si, mais cedo ou mais tarde, iria acontecer. O que teria que acontecer cedo foi essa vitória, que foi muito importante para melhorar nossa situação. Jogo ali na frente, então tenho a obrigação de fazer os gols", afirmou o jogador.

"Estou feliz, sem dúvidas. Nunca imaginei que chegaria na minha carreira a chegar em um momento como esse. O que sonhava era comprar uma casinha para a minha mãe e um fusquinha incrementado. Nunca pensei em ficar atrás na artilharia só do Dinamite e do Romário", acrescentou.

Edmundo aproveitou para elogiar o técnico Jair Picerni, que chegou há dez dias no Palmeiras e conquistou duas vitórias e uma derrota no comando do time. "A influência positiva existe. Ele conversa com todos os jogadores, resgatou alguns que estavam afastados como o Márcio Careca, mas o que melhora o ambiente são as vitórias."

O atacante está empatado com Paulo Baier na artilharia do Palmeiras no Campeonato Brasileiro deste ano, com dez gols. "As marcas vêm naturalmente, mas não estou preocupado. Estou satisfeito porque fui criticado por causa da idade. Fico feliz porque conseguimos dar a volta por cima", declarou.

Apesar da vitória, o time do Parque Antarctica continua ameaçado pelo rebaixamento. Edmundo, no entanto, confia na recuperação da sua equipe e cobra um planejamento melhor para a próxima temporada.

"Se depender da gente, vamos conseguir algo melhor neste campeonato. Agora é sentar, organizar. Ver quem vai ficar, vai sair. Temos que planejar direito como será o próximo ano. Como fizemos um pouco na época do Copa do Mundo e começar e terminar o ano com o mesmo planejamento", opinou.

Um dos maiores ídolos da torcida palmeirense, o atacante agradeceu o apoio dos mais de 20 mil que estiveram neste domingo, no Parque Antarctica. "Particularmente, tenho uma identificação enorme com essa torcida. Ela veio aqui e nos incentivou o tempo todo", concluiu.
 

Lancepress!