Boletim

 Fale conosco
Série B
Sexta, 1 de dezembro de 2006, 20h36 
Recorde de público do Atlético-MG é contestado
 
 Últimas de Série B
» Goleador da Série B está perto do Atlético-MG
» Recordista de público, Atlético-MG ganha taça no RJ
» Atlético-MG coloca três na seleção da Série B
» Jogadores movem ação contra Paysandu
Busca
Busque outras notícias no Terra:
O número de torcedores presentes no empate por 2 a 2 do Atlético-MG com o América-RN na última rodada do Brasileiro da Série B foi bem menor do que o número de torcedores pagantes divulgados, ao menos de acordo com a Ademg, autarquia estadual que administra o Mineirão. A entidade divulgou nesta quinta-feira um comunicado para esclarecer a polêmica sobre o público presente no jogo do último sábado.

"A Ademg esclarece que o público total presente no Mineirão, sábado (25/11), foi de 60.289 pessoas, sendo 57.696 pagantes e 2.590 não pagantes (autoridades, imprensa, pessoal de serviço, etc). Estes números foram obtidos depois de conferência dos registros de roletas dos portões do estádio" informa o comunicado da autarquia.

No dia do jogo, o público divulgado foi superior a 76 mil pessoas, entre pagantes e não-pagantes. A grande diferença em relação ao novo número se deve ao fato de que a maior parte dos 22 mil ingressos de geral, adquiridos pela MRV, patrocinadora do Atlético-MG, não pôde ser distribuída, por determinação do Ministério Público, que limitou a capacidade de lotação do estádio.

Para evitar que haja essa disparidade, ou seja, um público pagante bem superior ao presente, a Ademg informa uma nova medida.

"A Ademg esclarece que já a partir do jogo Cruzeiro x Botafogo (domingo), registrará no seu borderô o público presente, que passar pelas roletas, e não mais o público pagante de ingressos, que é fornecido pelo clube mandante".

O diretor de futebol do Atlético, Ziza Valadares, criticou a Ademg pela polêmica sobre o público.

"A Ademg precisa aprender a contar, a começar pelo número de seus funcionários. O Atlético informou o número de ingressos vendidos (74.694), que foi o público pagante do jogo, mas nunca escondeu que 12 mil ingressos de geral não poderiam ser distribuídos. Nada temos a ver com o público presente divulgado pela Ademg no dia do jogo", contestou Ziza.


 

Lancepress!