Boletim

 Fale conosco
Série A
Sábado, 22 de abril de 2006, 20h05  Atualizada às 21h17
Fluminense vence Goiás e assume liderança
 
Fotocom.net/Divulgação
Após converter pênalti, Petkovic é abraçado pelos companheiros
Após converter pênalti, Petkovic é abraçado pelos companheiros
 Últimas de Série A
» São Paulo contrata meia Hugo, diz jornal
» Internautas põem cinco são-paulinos na seleção do Brasileiro
» Artilheiro Souza afirma que quer sair do Goiás
» Internautas elegem Renato, do Fla, o melhor do Brasileiro
Busca
Busque outras notícias no Terra:
O Fluminense assumiu a liderança isolada do Campeonato Brasileiro ao vencer o Goiás neste sábado, no estádio do Maracanã, pela segunda rodada da competição, e chegar a seis pontos. Já o time goiano permanece com apenas um ponto.

Confira fotos
Veja a tabela da Série A
Confira a classificação
Confira o site especial Brasileiro 2006

Os jogadores do time carioca entraram em campo com uma faixa em lembrança ao ex-técnico da Seleção Brasileira de 86, com a frase: "Mestre Telê, paixão tricolor".

O gol da partida foi marcado por Petkovic, aos 14min do primeiro tempo. O meia converteu pênalti depois de jogada de Lenny, xodó do time tricolor.

Com o resultado, o Fluminense se mantém com 100% de aproveitamento no Campeonato Brasileiro e permanece na liderança da competição. Agora, o time carioca se prepara para a primeira pedreira na competição.

No próximo domingo, a equipe vai a São Januário fazer o clássico carioca com o Vasco. Já o Goiás, que ainda não venceu no Brasileiro - na estréia empatou em 0 a 0, com o Santos, em Goiânia - sobe a Serra Gaúcha para enfrentar o Juventude, no Estádio Alfredo Jaconi.

O Fluminense começou a primeira etapa a todo vapor. Em tarde inspirada de Lenny, que com muita velocidade levou a zaga do Goiás à loucura, o time tricolor das Laranjeiras teve duas boas oportunidades de sair na frente logo aos seis minutos.

Ele entrou driblando na área, mas no momento do chute, acabou sendo desarmado pela defesa. Depois, aos 8min, Lenny deu um belo drible em Danilo Portugal, entrou na área e chutou fraco para fora.

O Goiás apenas assistiu ao Fluminense jogar durante todo o primeiro tempo. Nem de longe, passou perto da equipe que foi a primeira brasileira a se classificar para as oitavas-de-final da Libertadores da América.

O gol do Fluminense era questão de tempo, principalmente depois da boa triangulação entre Petkovic, Lenny e Tuta, que recebeu próximo à meia lua, chutou forte e a bola passou próxima ao travessão de Harlei.

De tanto insistir, o Fluminense conseguiu tirar um zero do marcador. Lenny recebeu bom passe de Petkovic, driblou Harlei e, antes de chutar para o gol, foi derrubado por Fabiano. Pênalti claro, que foi convertido pelo sérvio. Bola de um lado e goleiro do outro.

Daí em diante, o enredo do primeiro tempo não mudou. Era o ataque do Fluminense contra a defesa do Goiás. Para não dizer que os goianos não atacaram, a equipe do técnico Geninho teve apenas uma jogada perigosa: aos 26min, Souza fez boa jogada pelo lado direito e cruzou rasteiro para Cléber, na risca da pequena área. Na seqüência, o apoiador consegue isolar a bola por cima do gol de Fernando Henrique.

Antes do final do primeiro tempo, Petkovic, que estava apagado, fez uma bela jogada e quase ampliou. Ele recebeu pela esquerda, no interior da grande área, e tentou colocar no contrapé de Harlei. Por pouco não saiu um golaço do meia.

Para dar mais emoção à partida, o Goiás voltou melhor organizado para o segundo tempo. Roni teve chance de empatar, mas entrou na área e chutou na rede pelo lado de fora. Foi só um susto para Fernando Henrique.

O Fluminense tirou o pé do acelerador, pois parecia não acreditar em uma reação do adversário. Porém, quase que o tiro saiu pela culatra. Muito recuado, a equipe carioca deu espaços para o Goiás, que desperdiçou boas chances por intermédio de Jadílson e Danilo Portugal.

Com o passar do tempo, as duas equipes foram cansando e o time tricolor retomou o domínio da situação. Tanto que Petkovic, Lenny e Marcelo se deram ao luxo de perder chances claras de definir a partida. O técnico Oswaldo de Oliveira trocou Tuta por Cláudio Pitbull e a entrada do atacante foi fundamental por dois motivos: ele deu mais velocidade ao ataque e conseguiu prender a bola na frente.

Resultado: O Fluminense soube gastar o tempo, tocar a bola e saborear a vitória magra, mas importante, que manteve a equipe na ponta da tabela de classificação.

Ficha Técnica
Fluminense 1 x 0 Góias
Equipes
Fernando Henrique
Thiago Silva
Roger
Thiago
Rogério
(Gabriel Santos)
Marcão
Arouca
(Romeu)
Petkovic
Marcelo
Tuta
(Cláudio Pitbull)
Lenny

Técnico:
Oswaldo de Oliveira

Harlei
Leonardo
Júlio Santos
Rogério Correa
Raul
(Welliton)
Fabiano
(Leyrielton)
Danilo Portugal
Cléber
Jadílson
Roni
Souza
(Nonato)

Técnico:
Geninho

Gols

14min - 1 ° tempo
Petkovic

 

Cartões Amarelos
Romeu
Júlio Santos
Rogério Correa
Fabiano
Cléber
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro
Árbitro: Leonardo Gaciba (RS)
Público e renda: 17.402 pagantes e R$ 187.175

 
Redação Terra