Boletim

 Fale conosco
Série A
Domingo, 23 de abril de 2006, 20h09  Atualizada às 22h21
Paraná e Botafogo apenas empatam sem gols
 
 Últimas de Série A
» São Paulo contrata meia Hugo, diz jornal
» Internautas põem cinco são-paulinos na seleção do Brasileiro
» Artilheiro Souza afirma que quer sair do Goiás
» Internautas elegem Renato, do Fla, o melhor do Brasileiro
Busca
Busque outras notícias no Terra:
O Paraná não passou de um empate sem gols com o Botafogo, neste domingo, no Estádio Pinheirão, em Curitiba, e chegou a apenas um ponto em duas partidas disputadas pelo Brasileiro. Já o time carioca foi a quatro pontos.

Confira a classificação
Confira o site especial Brasileiro 2006

Mesmo jogando em casa e precisando da vitória, o Paraná jogou fechado com seis homens no setor de meio-de-campo. Com isso, o Botafogo teve mais posse de bola, porém, muitas dificuldades para trabalhar as jogadas e furar o bloqueio adversário.

Já o Paraná, era mais organizado com a posse de bola, mas o seu ataque deixou a desejar. Além disso, a equipe paranaense esbarrou na excelente atuação do goleiro Lopes.

O primeiro susto foi dado pelo Botafogo por intermédio de Reinaldo, que aos 11min, recebeu bom passe de Dodô e, na entrada da área, chutou forte. O goleiro Marcos Leandro espalmou e a bola voltou para Zé Roberto. O apoiador também arriscou o chute, mas errou o alvo.

A resposta do Paraná veio aos 24min. Sandro entrou na área pelo lado direito e chutou forte. Lopes defendeu bem. Embalado, o time tricolor se mandou para o ataque e conseguiu um pênalti. Infantilmente, Rafael Marques levou um corte seco de Sandro e acertou o jogador do Paraná.

O próprio Sandro foi para a cobrança, mas a estrela de Lopes falou mais alto. O goleiro pulou para o seu canto direito e fez a defesa, que salvou o Botafogo. Daí em diante, a partida ficou congestionada no meio-de-campo até o fim da primeira etapa.

A correria continuou na volta das duas equipes para o segundo tempo. No entanto, por muito pouco o Paraná não abriu o marcador aos 7min. Depois de uma boa trama de ataque, Beto recebeu bom passe de Gustavo e chutou firme, mas a bola passou próxima à trave direita do goleiro Lopes.

Logo depois, Rafael Marques deu chutão da zaga para o ataque. Reinaldo ganhou do zagueiro do Paraná, entrou na área, ajeitou-se, mas em vez de rolar para Dodô, tentou o chute. Ele pegou mal na bola, que saiu por cima do gol.

Excluindo-se o sistema defensivo, os jogadores do Botafogo pareciam sonolentos e desinteressados. Somente em alguns momentos, a equipe dava sinais de que estava bem acordada. Aos 24min, Bill subiu pela esquerda e cruzou na cabeça de Reinaldo, que ganhou da zaga, mas errou o alvo por pouco.

Apesar do congestionamento no setor de meio-de-campo, o técnico Carlos Roberto não abriu mão do esquema com três cabeças-de-área, fato que deixou a equipe muito lenta e com pouca produtividade.

Com isso, apesar de Carlos Roberto não dar o braço a torcer, a proposta do Botafogo era clara: primeiro não perder e depois pensar em vencer.

Mas nos acréscimos, Reinaldo puxou o contra-ataque, entrou na área deu dois dribles no adversário e tentou rolar para Dodô. A zaga colocou para escanteio e a partida, que teve uma pequena confusão entre os jogadores de Botafogo e Paraná - Cristiano foi expulso depois de entrada maldosa no goleiro Lopes - terminou sem que nenhuma das duas equipes fizesse por merecer a vitória.

Ficha Técnica
Paraná 0 x 0 Botafogo
Equipes
Marcos Leandro
Émerson
Gustavo
Edmilson
Goiano
(Ângelo)
Beto
Rafael Muçamba
Gérson
Sandro
(Batista)
Edinho
Cristiano

Técnico:
Caio Júnior

Lopes
Marcelo Uberaba
Scheidt
Marques
Bill
Ataliba
Thiago Xavier
Diguinho
Zé Roberto
Reinaldo
Dodô



Técnico:
Carlos Roberto

Cartões Amarelos
Goiano
Rafael Muçamba
Bill
Thiago Xavier
Zé Roberto
Local: Estádio Pinheirão, em Curitiba
Árbitro: Cléber Wellington Abade (SP)
Público e renda : 4.281 pagantes e R$ 48.960

Com Lancepress
 

Redação Terra