Série A

Série A

Domingo, 20 de maio de 2007, 19h18  Atualizada às 22h21

Milésimos gols de Puskas e Friedenreich ainda geram discussão

Enquete

Você acha legítima a contagem de Romário?

Sim
Não

Busca
Saiba mais na Internet sobre:
Busque outras notícias no Terra:

A polêmica contagem dos gols feita por jornalistas contratados por Romário não é uma notícia nova no futebol. Outros grandes craques de reconhecimento nacional e mundial também geraram discussão graças à contabilização de seus gols. Dois exemplos disso são o brasileiro Arthur Friedenreich e a grande estrela húngara Férenc Puskas.

» Romário chega ao gol mil
» Veja grandes gols e frases
» Veja histórico da carreira
e lista de gols de Romário

» Veja fotos do gol mil
» Veja fotos da carreira
» Vasco derrota Sport Recife
» Romário: "poderia parar feliz"
» "Fiquei mais nervoso do que na Copa de 94", diz Romário
» Mande uma mensagem
para o atacante Romário

O atacante Friedenreich, que foi um dos grandes nomes do futebol brasileiro, teria registrado uma conta de 1.329 gols em sua carreira, marca que chegou até a ser reconhecida pela Fifa.

Porém, após alguns anos, o número foi desmentido pelo jornalista Alexandre da Costa, autor de "O Tigre de Futebol", um livro sobre Friedenreich. Ele conferiu registros dos jogos em que o artilheiro atuou em jornais da época e só conseguiu comprovar 554 gols em 561 jogos.

A mesma situação aconteceu com Puskas, que marcou história no Real Madrid da década de 50. De acordo com estatísticas, o jogador húngaro teria marcado 1.176 gols em 1.300 partidas. Porém, os números oficiais só reconhecem 766 tentos do "major" (358 pelo Honved, da Hungria, 324 pelo Real Madrid e 84 pela seleção da Hungria).

Pelé, por sua vez, com seus 1.283 gols marcados em suas passagens pelo Santos, Seleção Brasileira e Cosmos, dos Estados Unidos, tem a sua marca menos contestada.

A busca pelo milésimo gol de Romário chegou até a ser citada pelo site oficial da Fifa. Porém, a entidade máxima do futebol já afirmou que não reconhecerá a marca do atacante do Vasco, alcançada neste domingo, no jogo contra o Sport.

"A informação deste site não é correta, uma vez que a Fifa só leva em conta os gols que são marcados em competições organizadas por nós", afirmou um dos porta-vozes da entidade.

Outros jogadores brasileiros também chegaram próximos da marca histórica, porém ficaram muito atrás de Pelé e Romário. O grande ídolo do Flamengo, Zico, fez ao todo 826 gols, e o artilheiro vascaíno Roberto Dinamite atingiu a marca de 754 tentos, ao longo de sua vitoriosa carreira pela equipe cruzmaltina.

Redação Terra