Série A

Série A

Quinta, 12 de julho de 2007, 14h08  Atualizada às 17h13

Justiça determina prisão de Kia e denuncia Dualib

Enquete

A parceria entre Corinthians e MSI está próxima do fim?

Sim
Não

Busca
Saiba mais na Internet sobre:
Busque outras notícias no Terra:

A Justiça Federal acatou a denúncia feita pelo Ministério Público sobre a parceria entre Corinthians e MSI. O juiz Fausto Martin de Sanctis, da 6ª vara em São Paulo, determinou as prisões de Kia Joorabchian e Boris Berezovski. Já o presidente Alberto Dualib foi denunciado por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

O máximo mandatário do clube alvinegro não foi o único. Renato Duprat, que vem falando em nome do fundo de investimentos, o ex-diretor Paulo Angioni, atualmente no Vasco, o vice-presidente Nesi Curi e o advogado Alexandre Verri também estão entre os denunciados pelos mesmos crimes supostamente cometidos por Dualib.

Kia Joorabchian, executivo da parceria, e Boris Berezovski, tido como o principal investidor, que tiveram suas prisões decretadas, não estão no Brasil. O mesmo vale para Nojan Bedroud, diretor da MSI Londres no início da parceria e apontado como o possível sucessor de Kia.

A Justiça Federal determinou também o bloqueio de todos os recursos que o Corinthians venha a receber do fundo de investimentos. O clube não poderá utilizar os valores creditados em suas contas provenientes do contrato de parceria.

O departamento jurídico da agremiação alvinegra promete se posicionar sobre todas as acusações na tarde desta quinta. Pouco depois, os procuradores da República responsáveis pelo caso, Sílvio Luís Martins de Oliveira e Rodrigo de Grandis, falarão sobre ele. O MSI ainda não se pronunciou.

Redação Terra