Série A

Série A

Domingo, 2 de dezembro de 2007, 18h07 

Náutico vence e frustra Flamengo no Recife

Busca
Saiba mais na Internet sobre:
Busque outras notícias no Terra:

Já garantido na Série A e sem chances de classificação à Sul-Americana, o Náutico recebeu o Flamengo, em Recife, e conseguiu uma vitória por 1 a 0, atrapalhando o objetivo dos rubro-negros de chegarem ao vice do Campeonato Brasileiro.

» Veja a posição do seu time
» Confira a lista de artilheiros
» Comente a última rodada

Com 61 pontos, o time do técnico Joel Santana ficou a um ponto do Santos, empatado com o rival Fluminense, mas com vantagem no número de vitórias. Já o Náutico terminou com 49 pontos na 15ª posição.

Desde o início da partida no a torcida pernambucana provocou o rival Sport com uma faixa "reconhecendo" o Flamengo como o primeiro clube pentacampeão do Brasileiro. O Sport é reconhecido pela CBF o campeão da Copa União de 1987. A inscrição na faixa dizia "parabéns Flamengo, o 1º penta brasileiro; hexa é luxo".

Sob o calor de 40º graus nos Aflitos, o único hexacampeão pernambucano começou a partida tendo que se defender, mas logo equilibrou a partida. Aos 13min, Elicarlos arriscou de fora da área e a bola bateu na rede pelo lado de fora, provocando a comemoração de alguns torcedores.

Trocando passe no meio-de-campo, as duas equipes não mostraram muita agressividade no ataque. A melhor oportunidade da primeira etapa foi desperdiçada por Toró, que da marca do pênalti jogou por cima do gol de Bruno.

Para o segundo tempo, o técnico Joel Santana colocou Roger no lugar de Maxi Biancucchi. O meia fez bela cobrança de falta, aos 5min, mas o goleiro Fabiano conseguiu a defesa.

O time rubro-negro melhorou durante a etapa final e pressionou em busca da vitória para ficar com o vice do Brasileiro. Aos 13min, Fabio Luciano quase abriu o placar, após rebote em chute forte de Roger.

Porém, quem chegou ao gol foram os pernambucanos. Sidny chutou rasteiro e a bola entrou à direita do goleiro Bruno, aos 32min. Poucos minutos depois, o árbitro Paulo César Oliveira atrapalhou jogada do Flamengo e armou boa jogada dos pernambucanos que quase ampliaram com Acosta.

Afobado, o Flamengo buscou se recuperar, mas sem sucesso e se despediu da competição nacional com derrota, depois de uma recuperação memorável no segundo turno e a classificação para a Libertadores. O Náutico, que esteve perto do rebaixamento, também se despede em paz com a torcida.

Ficha Técnica
Náutico 1 x 0 Flamengo
Equipes
Fabiano
Sidny
Everaldo
Vágner Silva
Júlio César
Daniel Paulista
Elicarlos
Geraldo
(Hélton)
Felipe
(Ferreira)
Acosta
Marcelinho
(Radamés)
Bruno
Leonardo Moura
Fábio Luciano
Ronaldo Angelim
Juan
Léo Medeiros
(Egídio)
Cristian
Ibson
Maxi Biancucchi
(Roger)
Toró
Obina
(Paulo Sérgio)
Técnico:
Roberto Fernandes
Técnico:
Joel Santana
Gols
1ºT  
 
2ºT 32min - Sidny
 
Cartões amarelos

Leonardo Moura
Ronaldo Angelim
Cartões vermelhos
   
Local: Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)
Árbitro: Paulo César Oliveira (SP)
Público e renda : não divulgados
Redação Terra