Série A

Série A

Segunda, 3 de dezembro de 2007, 15h11  Atualizada às 17h27

Dinei pede volta de Fubá, Viola e Marcelinho ao Corinthians

Busca
Saiba mais na Internet sobre:
Busque outras notícias no Terra:

O ex-atacante Dinei, tricampeão brasileiro pelo Corinthians, afirmou nesta segunda-feira, em entrevista ao Terra Esportes TV, que alguns veteranos jogadores do clube, e que atuaram juntos com ele, como o volante Gilmar Fubá, o meia Marcelinho Carioca e o atacante Viola, poderiam jogar no atual elenco da equipe, que acaba de ser rebaixada para a Série B do Campeonato Brasileiro.

» Assista ao vídeo em que Dinei chora em entrevista
» Piadas, pedra e polícia marcam dia
» Queda para a Série B fecha ano trágico
» Em protesto, torcedor culpa Dualib

"Gilmar Fubá e o Viola eu indicaria para o Corinthians, que acho que dá resultado. E pode botar o Marcelinho (Carioca) também. O Gilmar eu sei que está bem porque jogamos juntos no Show Ball e fomos campeões", disse Dinei, chateado com a queda para a segunda divisão.

O artilheiro do Corinthians na década de 90 aproveitou para fazer elogios ao ídolo do clube Marcelinho Carioca, que atua no Santo André, com quem conversou por telefone durante o programa.

"Eu prefiro você um ano parado do que os que estão lá. A gente sabe que, mesmo fora de forma, você pode decidir em uma bola parada, em uma jogada. Para mim, foi o maior jogador da história do Corinthians. Marcelo, se eu for o treinador, vocês estão de volta. Você, o Fubá e o Viola", disse ao ex-camisa sete do clube.

Torcedor do Corinthians e criado no clube, o ex-atacante criticou os atuais jogadores do elenco e alguns dirigentes, com exceção do goleiro Felipe, um dos destaques da equipe na fraca campanha de 2007.

"Para mim, como torcedor, o único que poderia ficar lá é o goleiro. O resto é canela, tem culpa no cartório e não tem condições de ficar no Corinthians. Mancharam a história do meu time. Eu sou torcedor, sou corintiano e estou sofrendo para caramba", disse Dinei.

Já para Marcelinho, que agradeceu os elogios de Dinei, o maior erro da diretoria foi na seleção dos jogadores para montar o grupo.

"Não souberam escolher os atletas para vestir a camisa do Corinthians. Com exceção de alguns, como o Felipe, o Finazzi, que prometeu que ia fazer os gols e fez, o Vampeta, o Gustavo Nery e os meninos, como o Lulinha e o Dentinho, não deveriam estar lá", disse.

Redação Terra