Série A

Série A

Segunda, 3 de dezembro de 2007, 22h12 

Paraná terá que procurar receitas alternativas

Elaine Felchacka
Especial para o Terra
Busca
Saiba mais na Internet sobre:
Busque outras notícias no Terra:

Voltar à Série A do Campeonato Brasileiro não será uma tarefa fácil para o Paraná Clube, rebaixado para segunda divisão. Além de ter que repensar a equipe, a diretoria terá de inovar na forma de conduzir os recursos do clube.

» Veja as últimas do Paraná

Com a queda, a maior preocupação dos cartolas passa a ser a verba que o clube terá para a temporada 2008. Sem pertencer ao Clube dos 13, o Paraná deixará de contar com R$ 4 milhões dos direitos de transmissão para receber cerca R$ 400 mil oferecidos pela Futebol Brasil Associados, órgão que gerencia a segunda divisão do Brasileiro (FBA).

"Vamos ter que buscar rendas alternativas. Tínhamos uma renda de R$ 4 milhões e agora vamos ter que trabalhar com R$ 400 mil. Precisamos ter muita tranqüilidade nesse momento", disse o vice-presidente do Paraná, José Domingos.

O dirigente diz ainda que é preciso ter cautela no momento de montar a equipe para o próximo ano. A idéia é não comprometer a estrutura financeira da agremiação.

"Temos que ter tranqüilidade necessária. Certamente alguns jogadores poderão ser liberados e cedidos para outros clubes. Temos que pensar na contratação de novos profissionais, mas há jogadores da categoria de base que podem ser promovidos", comentou.

Zé Domingos admite ainda que a situação era indesejada e que não será fácil conviver com uma condição inesperada. "Vamos procurar administrar uma situação que não esperávamos nunca chegar", afirmou o dirigente.

Redação Terra