Futebol

publicidade
09 de janeiro de 2013 • 16h52 • atualizado às 16h55

Bruno Rodrigo, reforço do Cruzeiro, se destacou em desarmes no Santos

 

Sob olhares de desconfiança, o zagueiro Bruno Rodrigo assina contrato de uma temporada com o Cruzeiro. Contudo, embora não esteja entre os mais badalados jogadores do futebol brasileiro, ele desembarca em Belo Horizonte com números que o credenciam à condição de titular da equipe. Na edição passada do Campeonato Brasileiro, ele foi o defensor do Santos com maior número de desarmes.

Durante a principal competição do país, o atleta efetuou 27 roubadas de bola em 33 partidas disputadas, números idênticos ao de seu companheiro de zaga: Durval. Os outros colegas do sistema defensivo ficaram bem abaixo neste quesito.

Além dos desarmes, Bruno Rodrigo apresenta outras qualidades. Repórter do Núcleo Santos no LANCE!Net, Bruno Cassucci, destaca os aspectos técnicos do novo defensor estrelado.

– Bruno Rodrigo demorou a aparecer no Santos. Reserva de Edu Dracena, o zagueiro teve poucas oportunidades e só se firmou ano passado, quando o capitão do Peixe se machucou.

Bem na bola aérea (ofensiva e defensiva) e bem nos desarmes, o defensor fez um bom Brasileiro e, até por isso, não quis continuar na Vila Belmiro, onde sabia que continuaria sendo reserva – disse o jornalista, que ainda completou:

– Falta um pouco de técnica e velocidade a Bruno, mas, com um bom zagueiro a seu lado, tem tudo para render. O Cruzeiro fez uma grande contratação.

Desarmes dos defensores santistas

Bruno Rodrigo – 27 roubadas de bola

Durval – 27 roubadas de bola

Juan – 25 roubadas de bola

Léo – 24 roubadas de bola

Éwerton Páscoa – 11 roubadas de bola

David Braz – 8 roubadas de bola

Edu Dracena – 5 roubadas de bola

Rafael Galhardo – 4 roubadas de bola

Douglas – 2 roubadas de bola

Gustavo – 1 roubada de bola

Lancepress!