0

Futebol

Concorrente de Blatter fala em "dia triste para o futebol"

Salah Malkawi / Getty Images
27 mai 2015
06h44
atualizado às 15h11
  • separator
  • comentários

O jordaniano Ali Bin al-Hussein, candidato à presidência da Fifa nas eleições da próxima sexta-feira, disse que esta quarta-feira "é um dia triste para o futebol", mas que "não seria apropriado" fazer mais comentários agora. Entenda tudo sobre o escândalo de corrupção na Fifa aqui .

Hussein divulgou um breve comunicado após saber da notícia da detenção de sete membros do primeiro escalão da Fifa, em Zurique, por acusações de corrupção .

Blatter está tranquilo, diz porta-voz da Fifa após prisões

"Hoje é um dia triste para o futebol. Claramente, esta é uma história em desenvolvimento, cujos detalhes ainda estão sendo revelados. Não seria apropriado fazer mais comentários neste momento", diz a nota emitida pelo jordaniano.

A procuradoria de Nova York investiga os detidos pelo recebimento de propina e comissões no valor de mais de US$ 100 milhões, do início da década de 1990 até hoje, segundo o Ministério da Justiça suíço. O ex-presidente da CBF, José Maria Marin, foi um dos sete dirigentes presos nesta quarta-feira.

Ali Bin al-Hussein concorre com o atual presidente da entidade, o suíço Joseph Blatter, nas eleições que acontecem no 65º Congresso da Fifa, que começa nesta quinta-feira - o eleito será revelado na sexta. Blatter concorrerá a um quinto mandato consecutivo.

Joseph Blatter (esq.) e Bin al-Hussein (dir.) concorrem à presidência da Fifa
Joseph Blatter (esq.) e Bin al-Hussein (dir.) concorrem à presidência da Fifa
Foto: Thaer Ganaim / Gazeta Digital
Lista dos 14 acusados na investigação de corrupção na Fifa
Alejandro Burzaco 50 anos argentino executivo
Aaron Davidson 44 anos americano executivo
Rafael Esquivel 68 anos venezuelano presidente da Federação Venezuelana de Futebol
Eugenio Figueredo 83 anos uruguaio ex-presidente da Conmebol
Hugo Jinkis 70 anos argentino executivo
Mariano Jinkis 40 anos argentino executivo
Nicolás Leoz 86 anos paraguaio ex-presidente da Conmebol
Eduardo Li 56 anos costarriquenho presidente da Federação de Futebol da Costa Rica
José Margulies 75 anos brasileiro executivo
José Maria Marin 83 anos brasileiro ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol
Julio Rocha 64 anos nicaraguense presidente da Federação Nicaraguense de Futebol
Costas Takkas 58 anos caimanês braço-direito do presidente da Conmebol
Jack Warner 72 anos trintino ex-presidente da Concacaf
Jeffrey Web 50 anos caimanês vice-presidente do comitê executivo da Fifa
EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade