0

City-Barça promete ser um duelo explosivo na Champions

17 fev 2014
15h38

Manchester City e Barcelona, melhores ataques da Inglaterra e Espanha, se enfrentam nesta terça-feira, num duelo explosivo das oitavas de final da Liga dos Campeões entre o forte ataque inglês, com 117 gols na temporada, e os craques Messi e Neymar.

Duas equipes ofensivas, dois elencos repletos de estrelas e apenas uma vaga nas quartas de final. Esta primeira partida no Etihad Stadium se apresenta como uma teste real para o City de Manuel Pellegrini e o Barça de Gerardo Martino, dois técnicos sul-americanos que assumiram as respectivas equipes no começo da temporada.

As duas equipes vão bem nesta temporada, brigando pelo título em todas as competições que disputam.

Porém, uma das duas ficará automaticamente de fora da 'Champions' após a partida de volta, em 12 de março no Camp Nou: o novato 'City', classificado pela primeira vez para as oitavas de final da competição continental, ou os veteranos catalães, quatro vezes campeões da Liga dos Campeões (1992, 2006 2009, 2011) e pelo menos semi-finalista nos últimos seis anos.

"É claro que o confronto é equilibrado", reconheceu neste fim de semana Carles Puyol, capitão do Barcelona. "Mas o Barça é o Barça e acredito que este jogo caiu num bom momento para nós".

O time catalão sofreu um forte baque há quinze dias em casa, uma derrota para o Valencia (2-3) pelo Campeonato Espanhol, mas continua à frente de Real Madrid e Atlético em função do melhor saldo de gol. No total, os catalães balançaram as redes 69 vezes na Liga espanhola.

O craque artilheiro Lionel Messi, que ficou dois meses longe dos gramados por causa de uma lesão, voltou com tudo: 10 gols em 11 jogos desde início de janeiro, inclusive dois gols no sábado contra o Rayo Vallecano (6-0).

Num fato raro para o Barça nesta temporada, o técnico Martino dispõe do elenco quase completo, no qual Neymar, recuperado de uma entorse no tornozelo, voltou à equipe marcando um belo gol. Caso o jovem craque brasileiro ainda não estiver pronto para começar jogando, ele poderá sair do banco para colocar fogo na partida.

"É provavelmente nosso melhor momento para encarar as oitavas de final", resumiu 'Tata' Martino.

O City também tem boas notícias, apesar de não poder contar com Sergio Aguero. Assim como Neymar, Samir Nasri se recuperou de uma lesão (joelho) e reestreou com gol, no sábado contra o Chelsea (2-0), pela Copa da Inglaterra.

O brasileiro Fernandinho, peça importante do meio-campo de Pellegrini, também estará a disposição do técnico para o confronto com o Barcelona.

"O bom é que nós somos realmente muito fortes. Nossa confiança voltou. Acredito que o atual Barça é mais fraco que há dois anos e estas partidas serão parelhas", opinou Nasri.

Diante do jogo de passes dos catalães, o City colocará suas fichas na força físicos de seus jogadores e no poderio ofensivo, com os espanhóis Álvaro Negredo (5 gols na Champions), David Silva e Jesus Navas lá na frente.

"O Barcelona não vai se divertir aqui. Eles vão encontrar do outro lado uma equipe difícil de dominar em casa. Jogamos bem, fazemos muitos gols", explicou Navas.

A vulnerabilidade defensiva dos catalães nas bolas paradas e os recentes erros de falta de atenção alimentam as ambições do Manchester, terceiro colocado na Premier League, com um jogo a menos.

Mas Martino tem um plano: derrotar o City insistindo no grande trunfo do Barça, a posse de bola.

"Quem controlar a bola melhor e por mais tempo terá mais chances de vencer a partida", garantiu o treinador do Barcelona.

Para isso, Martino deverá escalar seus três melhores meias com a bola no pé, com Xavi, Iniesta e Cesc Fábregas.

Resta saber se o Barça conseguirá anular as armas do City e sair ileso de Manchester, algo que poucas equipe conseguiram nesta temporada.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade