1 evento ao vivo

Com dois de Neymar, Barça é superado pelo Bayern mas vai à final

12 mai 2015
17h48
atualizado às 18h15
  • separator
  • 0
  • comentários

Se o torcedor do Bayern de Munique esperava uma grande apresentação para chegar à decisão da Liga dos Campeões da Europa, conseguiu. Porém, no lado contrário à sua paixão que lotou os 70 mil lugares da Allianz Arena. Com destaque os dois gols de Neymar e a participação do trio ao lado de Messi e Suárez, o Barcelona foi superado pelo adversário alemão por 3 a 2. Porém, pelo placar agregado, está de volta a decisão da competição de clubes mais importante do mundo após quatro anos.

Dentro de campo, enquanto procurou o jogo, o Barcelona foi superior. Até deixou o Bayern jogar, mas foi muito mais preciso que o adversário, principalmente na primeira etapa, quando saiu atrás e virou o placar. No segundo tempo, com a vaga praticamente assegurada, a equipe Blaugrana abdicou do jogo e levou a virada no marcador, mas nada o suficiente para levar sustos. A expectativa agora é do adversário do Barcelona, que será decidido nesta quarta-feira. Real Madrid e Juventus se enfrentam na Espanha.

Além do próprio clube, quem sai muito vitorioso de campo é o técnico Luis Enrique. Contestado no início da temporada, quando rumores de uma briga com o craque Lionel Messi surgiram na imprensa, o treinador deu a volta por cima e pode conquistar três títulos na sua primeira temporada como comandante da equipe Azul-grená. Na Liga dos Campeões, são 12 jogos disputados, com 10 vitórias e duas derrotas.

Será a oitava vez na história que o Barcelona disputará o título da competição europeia. Nas sete finais disputadas até agora, são quatro títulos conquistados (2011, 2009, 2006 e 1992), e três vices (1961, 1986, 1994).

O JOGO

Bayern e Barcelona começaram a partida marcando forte no campo de ataque. Mas se a parte tática de Guardiola prevê pouco espaço, a genialidade encontra os melhores caminhos. Aos 4 minutos, Messi deu um passe em profundidade para o elemento surpresa Rakitic, que ficou cara a cara com Neuer e chutou, mas o goleiro alemão desviou de leve para afastar o perigo. A resposta dos donos da casa veio na sequência, com Thiago Alcantara. O meia recebeu de Thomaz Muller e tentou o chute, mas foi travado na hora certa pela linha defensiva. Sem forçar muito, o Bayern de Munique abriu o placar aos 7 minutos. Benatia subiu alto e sem marcação após cobrança de escanteio, testou com precisão e fez o primeiro.

O primeiro gol pareceu ter incentivado mais o Barcelona do que o próprio Bayern, que precisava de mais dois gols no momento para levar a partida para a prorrogação. Daniel Alves tentou encontrar Rakitic mais uma vez nas costas da zaga, mas Bernat afastou. Porém, quando se joga com grandes jogadores, a segunda oportunidade não é desperdiçada. Messi lançou em profundidade para Luis Suárez, que avançou para perto da área e, cara a cara com Neuer, rolou a bola para o brasileiro Neymar, livre, empatar a partida. A resposta veio na sequência com Thomaz Muller, mas começou a brilhar a estrela do goleiro Ter Stegen. Isso tudo com apenas 20 minutos de partida.

Entre os 21 e os 28 minutos, tanto a equipe bávara como os selecionados Blaugranas buscaram o gol, mas Stegen e Neuer apareceram novamente. Porém, aos 29, após mais uma finalização errada do Bayern, o goleiro alemão da equipe espanhola lançou no meio campo para Messi. O pequeno argentino desviou de cabeça, tirando a zaga da jogada. A bola caiu nos pés de Luis Suárez, que viu todo o campo de ataque livre. O uruguaio carregou a bola, esperou a chegada dos defensores e no momento certo virou o jogo para Neymar. O brasileiro teve tempo de dominar a bola. Então, parou. Pensou. Escolheu o canto e chutou para o fundo das redes, sem chance para Neuer. No restante da primeira etapa, Stegen voltou a fazer três grandes defesas e segurou o placar.

O Barcelona voltou para a segunda etapa sem Suárez, que foi substituído por Pedro. Em campo, a equipe Blaugrana dominou a posse de bola nos minutos iniciais e pouco sofreu pressão do adversário, mas apagou a partir dos 10 minutos e começou a ser pressionado. Os bávaros empataram a partida aos 14 minutos da segunda etapa, e com um golaço de Robert Lewandowski. O atacante polonês recebeu a bola na entrada da área, driblou fácil o argentino Mascherano e bateu colocado, no contra pé de Stegen. Aos 29 minutos, o Bayern virou o jogo. Após bate rebate na área, Schweinsteiger apenas escorou a bola para Muller, que bateu colocado e fez o terceiro. No restante do confronto, pouca ofensividade e muitos passes para o lado.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade